Ufal discute com o Instituto Histórico maior integração com a comunidade acadêmica


17/02/2009 09h40 - Atualizado em 13/08/2014 às 00h12
context/imageCaption

Reitora Ana Dayse e o prof. Jayme de Altavila

O presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, professor Jayme Lustosa de Altavila, reuniu-se com a reitora Ana Dayse Dorea, com o objetivo de ampliar ainda mais a participação da comunidade acadêmica nas ações do Instituto, desenvolvendo atividades de pesquisa e extensão.

A reunião ocorreu no gabinete da reitora e contou com participação de professores da Ufal e representantes do Instituto.  Na oportunidade Jayme de Altavila reforçou a parceria da Ufal na realização do Seminário “A Memória Alagoana: (Re) Afirmando a Identidade”, marcado para o período de 13 a 17 de abril deste ano.

Durante o seminário, o IHGAL irá conceder  à reitora Ana Dayse a Comenda do Mérito Presidente Provincial “José Bento da Cunha Figueiredo”. “O nome da reitora da Ufal foi definido pelos 60 sócios do Instituto e muito nos honra ter a professora Ana Dayse como sócia honorária. Esta parceria tem também como um dos focos trabalhar a auto-estima do alagoano, abalada por tantos fatos negativos”, complementou  Jayme de Altavila.

A Ufal desenvolve, há quatro anos, ações no Instituto Histórico através do curso de História, com a disciplina de estágio obrigatório para alunos do bacharelado. “Pela importância histórica que o Instituto representa, não só para Alagoas, mas para o Brasil, é preciso ampliar a participação estudantil  também de outros cursos”, disse a reitora Ana Dayse.

A diretora do Instituto de Geografia e Meio Ambiente, Silvana Quintela ressaltou, na oportunidade,  que é preciso difundir o Instituto na comunidade acadêmica e que a Unidade Acadêmica que dirige já tem planejado algumas atividades envolvendo estudantes do curso. “Um dos projetos é a construção da trajetória da geografia alagoana”, disse Silvana. No seminário ela fará palestra sobre “O processo de organização do espaço geográfico de Alagoas”.

Com 140 anos de existência, a serem completados em dezembro deste ano, o Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas dispõe do acervo mais antigo do Estado e é o segundo mais antigo do Brasil, ficando apenas atrás de Pernambuco. O IHGAL disponibiliza para a comunidade objetos históricos raros, como a Carta de Sesmaria de Duarte Coelho quando Alagoas ainda era agregada à Pernambuco. 

Jayme de Altavila informou que a Universidade de Utha – EUA digitalizou para o IHGHAL todo acervo documental do Instituto . “Estamos esperando o envio desse acervo para disponibilizá–o à comunidade em geral”, enfatizou o professor.