Ufal inaugura Unidade Docente Assistencial na comunidade do Village II

Unidade, em parceria com a Prefeitura de Maceió, vai beneficiar moradores dos arredores do Campus A.C. Simões
Por: Diana Monteiro - jornalista - 14/10/2019 às 09h30 - Atualizado em 16/10/2019 às 16h52
context/imageCaption

foto: Marco Antônio (Secom/Prefeitura)

A inauguração oficial da Unidade Docente Assistencial (UDA) Professor Gilberto de Macedo na manhã da última sexta-feira (11), além de colocar serviços de assistência à população circunvizinha ao Campus A. C. Simões, reafirma o contínuo compromisso da Universidade Federal de Alagoas, com a indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão em prol da sociedade.

Liderada pela Faculdade de Medicina (Famed), diante da necessidade de aumentar cenários de prática da unidade acadêmica conectados com o Sistema Único de Saúdea (SUS), a parceria com a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), deu -se em importante convênio de contratualização, permitindo, dessa forma, a ampliação dos serviços das duas instituições.

As atividades na UDA serão realizadas de forma multidisciplinar e interprofissional, envolvendo docentes e discentes da Ufal, também dos cursos de Enfermagem, Odontologia, Nutrição, Farmácia, Serviço Social, Educação Física e Psicologia. As ações serão compartilhadas com a Secretaria Municipal de Saúde na atuação de duas equipes de Estratégia de Saúde da Família, que favorece a integração das ações de saúde e do trabalho coletivo.

Os recursos para a construção do prédio da UDA foram oriundos do Programa Mais Médicos para a Famed da Ufal. Localizada no terreno da universidade, com a porta de entrada para a comunidade do Village Campestre II do bairro Cidade Universitária, os serviços e funcionamento, de responsabilidade mútuas entre a instituição e à SMS, beneficiarão cerca de 70 mil pessoas das comunidades localizadas nos arredores do Campus A. C. Simões. A exemplo do Village Campestre I, Gama Lins, Lucila Toledo, Acauã e Aracauã, localidades onde residem mais de 50% dos moradores do conhecido Tabuleiro do Martins.

O prédio é dotado de mais de vinte espaços físicos distribuídos em setores, tais como: Farmácia, Vacina, Sala dos Agentes, Gerência de Unidade, Laboratório de Medicina Cicardiana, Salas de Estudo e de Professores, Salas de Aula, Pré-consultório, Sala para Curativo, consultórios Ginecológico e Odontológico, Raio X, Espaço para Marcação de Consultas, dentre outros.


A Unidade está estruturada para a disponibilidade dos seguintes serviços de assistência à população: clínica ambulatorial, por meio de duas equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), e a parceria da Ufal, com atendimento na Saúde da Criança, Mulher e do Idoso; Odontologia; imunização; curativos; agendamento de exames e consultas pelo Cora; e ainda visitação domiciliar pelos agentes de saúde. Segundo a diretora da Famed Iasmin Duarte, está também prevista a possibilidade de instalação, pela Secretaria Municipal de Saúde, de um posto de coleta para exames laboratoriais e também de alguns exames radiológicos.

A Unidade Educacional funciona das 7 às 17h e dispõe de três coordenações: a acadêmica, com a professora Iasmin Duarte; a de Estratégia de Saúde da Família, sob a responsabilidade do médico Geraldo da Silva; e a administrativa, coordenada pela servidora Joselice Moura, da SMS. “As atividades na UDA terão um modelo de atendimento e aprendizagem que articula conhecimentos e favorece a melhoria da assistência à luz dos princípios do SUS. O objetivo é desenvolver a proposta de gestão compartilhada, estabelecendo atribuições e compromissos das instituições, criando espaços para discussão do processo de integração ensino-serviço, promovendo o ensino, a pesquisa e a extensão com assistência à saúde contextualizada com a realidade”, reforça a professora Iasmin Duarte.

Iasmin acrescentou que a UDA consiste em espaço para a formação dos alunos atendendo às recomendações das diretrizes curriculares nacionais para o curso de medicina, que prevê a inserção do aluno na rede de serviços de saúde desde as séries iniciais da formação, e dar centralidade para o ensino da atenção básica organizado e coordenado pela área de Medicina de Família e Comunidade. “A Unidade permitirá o trabalho em equipe e a construção participativa do sistema de saúde, de modo a compreender o papel dos cidadãos, gestores, trabalhadores e instâncias do controle social na elaboração da política de saúde brasileira”, diz.

Solenidade


Além da reitora Valéria Correia, representantes de segmentos universitários das unidades acadêmicas envolvidas, autoridades dos poderes municipal e legislativo, representantes da comunidade, também estiveram presentes familiares do saudoso professor Gilberto de Macedo, homenageado com o nome da Unidade Docente Educacional. Na Ufal ele lecionou as disciplinas de Psiquiatria, Criminologia e Psicologia Social, foi também diretor do então Centro de Ciências da Saúde (Csau) e livre docente de Medicina Legal na Faculdade de Direito (FDA).

Gilberto de Macedo, referência em sua área de atuação e na academia, é também autor de vários livros de Medicina, entre eles Aculturação e Doença; Psiquiatria, Medicina e Cultura; Introdução à Medicina Sociocultural. Também é autor de obras no campo das ciências sociais como Diagnóstico da Sociedade Tecnológica; Casa Grande & Senzala – Obra didática; Atualidade de Arthur Ramos. É autor ainda dos livros As Novas Diretrizes da Criminologia; A Política da Palavra: vida e obra de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira; e a Universidade Dialética. Pertenceu à Pertenceu à Academia Nacional de Medicina, à American Psychiatric Association, à Academia Alagoana de Letras, ao Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas e foi Membro efetivo do Seminário de Tropicologia da Fundação Joaquim Nabuco (Recife).

“Em todas as aulas magnas eu cito a universidade dialética do livro professor Gilberto de Macedo que traz definição mais correta do que é uma universidade crítica, criativa e dialética e forma o compromisso com a sociedade. Esse é um momento de enorme satisfação pela entrega desse equipamento, que é a UDA, pela importância também social que representa para a comunidade circunvizinha. A entrega desse equipamento para a cidade de Maceió e para o Estado de Alagoas significa um momento de resistência da universidade pelos desafios em curso”, frisou a reitora Valéria Correia, enaltecendo e agradecendo as parcerias firmadas, o apoio recebido e o empenho da Faculdade de Medicina para a concretização de tão importante projeto de formação e assistência à comunidade.

Na oportunidade, o prefeito Rui Palmeira destacou a importância e o empenho da Ufal na instalação da UDA e do que representará a iniciativa: “Estamos na região mais carente da cidade de Maceió, pelos profundos problemas sociais que existem. De mãos dadas buscamos parceiros e a positividade com a Ufal está nesse momento representada com a instalação dessa Unidade Docente Educacional, campo de estágio e de atuação do Programa Saúde da Família”, frisou o prefeito.

O servidor administrativo da UDA e representante da comunidade Francisco Lucena teceu elogios à reitora Valéria Correia por cumprir a promessa de instalação da unidade. “A UDA é um importante instrumento de saúde e consolida um grande momento do SUS, onde traz a Ufal para a atenção básica, cumprindo a reitora um dos compromissos, que é a quebra dos muros da Universidade com prioridade à atenção básica de saúde e social”.

Ao reforçar o que a UDA representa para a formação dos alunos e para a comunidade a professora Iasmin Duarte destacou: “A Faculdade de Medicina está honrada com a inauguração oficial deste prédio e o que ele representa de conforto e apoio para a comunidade Village Campestre II, como também para nossa comunidade acadêmica na área de saúde. Hoje estamos também dando um passo fundamental de sistemas de saúde fragmentados para uma posição mais fortalecida. Daqui para frente teremos muitos desafios e contamos com o esforço dos docentes, das equipes da ESF, dos discentes e dos gestores no intuito de nosso maior objetivo de ofertar um melhor atendimento possível para esta população e facilitar o aprendizado dos nossos alunos”.

Humanista

O médico Maurício de Macedo, filho do homenageado, ao agradecer, em nome da família, a homenagem feita pela Famed ao seu saudoso pai, citou versos de Gilberto Gil e Capinam e destacou durante o seu discurso a atuação do referenciado professor e algumas de suas características, entre elas, a humildade e sabedoria. Ele enfatizou:
“O professor Gilberto de Macedo não poderia receber homenagem que o fizesse mais feliz do que esta, ele que dedicou a maior parte de sua vida à universidade. Gilberto de Macedo foi sobretudo um humanista, de amplo e sólido lastro cultural, desde as ciências médicas até às ciências da linguagem, passando pela psicanálise e pela antropologia. E foi no campo da interdisciplinaridade a sua grande contribuição para as ciências da saúde, particularmente a Medicina, enfatizando a importância de se abordar o fenômeno da gênese da interpretação da doença, levando-se em conta os fatores psíquicos e sociais e recorrendo às ciências da linguagem para a compreensão dos mecanismos do cérebro humano”, disse no transcorrer dos agradecimentos.