Seminário Institucional de Monitoria traz troca de experiências entre alunos

O evento está na segunda edição e foi organizado pela Prograd durante três dias nos Campi da Ufal
Por: Pedro Ivon - estagiário de Jornalismo - 08/10/2019 às 14h57
context/imageCaption

2º SIM Ufal marca calendário acadêmico da Universidade como um importante evento de socialização (Fotos: Renner Boldrino)

Teve início na manhã desta segunda-feira (7), às 8h, na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o primeiro dia do 2° Seminário Institucional de Monitoria (SIM), organizado pela Pró-reitoria de Graduação (Prograd) da Ufal. O evento também terá programações nos Campi Sertão e Arapiraca, respectivamente na próxima terça (8) e quarta (9).

Segundo Cristina Castro, membra da Prograd e da organização do SIM Ufal, o evento ocorre de maneira descentralizada na universidade, acontecendo em vários pontos do Campus ao mesmo tempo. “Vai ser no hall da Reitoria, no prédio do CIC, no Laboratório do Ctec, no Cedu, Centro de Educação, e à tarde, na Faculdade de Direito, além do Igdema também, com apresentação oral”, explicou Cristina. Todos os cursos da Ufal estão participando.

“Em 40 anos estamos realizando o 2º SIM Ufal, que já entra para o calendário acadêmico como um importante evento de socialização, de produção do conhecimento, do espaço de colocar no centro do trabalho pedagógico a monitoria, o reconhecimento do trabalho feito nas diversas áreas do conhecimento”, informou Sandra Regina, pró-reitora de graduação.

Esta edição do Seminário teve início com o credenciamento e continuou com sua programação, composta por uma apresentação do grupo LP Musical, do curso de Música e pela composição da mesa de abertura pela já citada Sandra Regina, pela coordenadora de Desenvolvimento Pedagógico da Prograd, Suzana Barrios, pela coordenadora do curso de Serviço Social, Sueli Nascimento, pela diretora do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), Iracilda Lima, representando todos os diretores. Além deles, também se fizeram presentes a coordenadora de Monitoria, professora Aparecida Viviane e Edivan Claudino, da Pró-reitoria Estudantil (Proest).

Além da mesa de abertura, também aconteceu a conferência da professora Daniela Araújo.

Sobre o SIM

O evento é aberto à toda comunidade acadêmica e tem como objetivo a socialização de atividades acadêmicas realizadas pelos monitores remunerados e voluntários no Programa de Monitoria da Ufal, além da troca de experiências.

Tarcísio Rodrigues, monitor de Comunicação em Medicina, disse que a divulgação do evento contribuiu para que as pessoas fossem conhecer o trabalho dos monitores. “Através desse momento eu estou tendo a oportunidade de apresentar minha vivência dentro da monitoria”, informou, ressaltando a importância do 2º SIM para que ele pudesse apresentar a importância da monitoria para os outros alunos.

A programação do primeiro deste primeiro dia segue até as 18h. Os interessados podem se inscrever como ouvintes e ganhar certificados ao fim do evento.