Palestra com astrofísico abre Encontro Nacional de Astronomia

Paranaense Augusto Damineli explica suas descobertas sobre o sistema estelar Eta Carinae
07/11/2014 às 16h51
context/imageCaption

Astrofísico Augusto Damineli realizou palestra de abertura do 17º Enast

Pedro Barros - estudante de Jornalismo

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (7), no auditório da reitoria da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), a solenidade de abertura do 17º Encontro Nacional de Astronomia (Enast). O evento, que continua até domingo, 9, começou com a palavra de representantes do governo do Estado e da Ufal, seguida de palestra ministrada pelo astrofísico Augusto Damineli.

Participaram da mesa o professor Ricardo Lisboa Martins, representando a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE-AL) e a Superintendência de Políticas Educacionais; o pró-reitor de Graduação da Ufal, Amauri da Silva Barros, e o coordenador da Usina Ciência, Reinaldo Rodrigues. "Tive o prazer de ver de perto a paixão do alagoano Adriano Aubert pela astronomia. Nós estudamos algumas disciplinas de matemática juntos e coordenamos um projeto chamado 'Cientista Mirim', viajando o Estado praticamente todo. Adriano sempre presente com o planetário, levando essa beleza que é a astronomia e o conhecimento do universo. Hoje podemos ver isso numa dimensão bem maior, com mais cuidado e mais estrutura, com o apoio da SEE-AL e a parceria do nosso equipamento de extensão, a Usina Ciência", expressou o pró-reitor.

Na palestra realizada logo em seguida, Eclipses e colapsos em Eta Carinae, o cientista Augusto Damineli explicou uma das maiores descobertas da astronomia brasileira. Por meio de várias técnicas sofisticadas e com a parceria de diversos astrônomos do mundo, profissionais e amadores, o pesquisador paranaense verificou que, na verdade, Eta Carinae não é apenas uma estrela, são duas, que ficam girando uma em torno da outra. Mas não ficou por aí. "Então, descobrimos um fenômeno nunca visto: ao se aproximar da estrela maior, a estrela menor faz um buraco nela. Imagina olhar o sol e por uma abertura, ver suas entranhas. Até hoje temos teoria do que há centímetro por centímetro dentro do sol, mas não dava pra testar isso diretamente", explicou Damineli.

O 17º Enast aborda diversos temas em torno da astrofísica, astronáutica, astrobiologia, mapeamento do céu entre outras áreas dessa ciência. É uma realização do Observatório Astronômico Genival Leite Lima (Oagll), a Usina Ciência da Ufal e o Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas (Ceaal). As atividades do evento estão sendo sediadas no auditório da Reitoria e no Centro de Interesse Comunitário (CIC), no Campus A.C. Simões, em Maceió.

Leia também:

Encontro Nacional de Astronomia começa nesta sexta