Edufal prestigia posse da nova diretoria da Abeu durante Bienal do Rio

A diretora Stela Lameiras aproveitou o momento para convidar as editoras universitárias para a 6ª Bienal Internacional do livro de Alagoas

02/09/2013 17h10 - Atualizado em 14/08/2014 às 10h30
context/imageCaption

João Carlos Canossa, em seu discurso de posse

Simoneide Araújo e Márcia Rejane – jornalistas

Rio de Janeiro – Uma multidão tomou conta do Riocentro, onde está sendo realizada a 16ª Bienal Internacional do Livro do Rio. Nesse cenário, de crianças, jovens e adultos ávidos por novas viagens no mundo da leitura, a Editora da Universidade Federal de Alagoas (Edufal) marcou presença e prestigiou a posse da nova diretoria da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu).

A diretora da Edufal, Maria Stela Lameiras, considerou importante participar desse momento para ampliar parcerias e fortalecer o trabalho das editoras universitárias. Ela também aproveitou para divulgar a 6ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, que acontecerá de 25 de outubro a 3 de novembro próximos, no Centro Cultural e de Exposições de Maceió. Stela entregou o convite oficial do evento aos representantes das editoras.

Nova equipe

A equipe comandada por João Carlos Canossa, diretor da Editora da Fundação Oswaldo Cruz, foi eleita para o biênio 2013-2015, por unanimidade e sem abstenções.  Em seu discurso, o novo presidente destacou os avanços no fazer editorial universitário e falou dos desafios. Carlos Canossa disse que uma dose de emoção, um pouco de inquietude e de boa vontade será possível ir além e criar a cultura do livro nas instituições de ensino e de pesquisa e na sociedade.

José Castilho Marques, ex-presidente, falou da satisfação de passar o comando da Abeu para Carlos Canossa e agradeceu aos membros da diretoria e a Sheila Maluf, ex-diretora da Edufal, mas que ainda estava como vice-presidente da associação, pela colaboração e dedicação durante sua gestão. Castilho destacou a palavra cooperação para ressaltar o trabalho entre as editoras e o compartilhar de todos os benefícios obtidos.

O ex-presidente falou da manutenção dos laços entre as editoras e que a missão da Abeu é unir instituições de pesquisa e universidades. “Fizemos um trabalho buscando interação entre as editoras. Nosso compromisso é promover a integração em prol do desenvolvimento das editoras universitárias”, destacou, revelando que, em dois anos, o número de editoras aumentou de 106 para 112.