Portal do Governo Brasileiro

Jornalista da Ufal é premiada em 16ª edição do Prêmio Odete Pacheco

Lenilda Luna, coordenadora da Assessoria de Comunicação, recebeu o prêmio na nova categoria dedicada a radialistas de rádios web
Por: Pedro Ivon - estagiário de Jornalismo - 06/12/2018 às 13h37 - Atualizado em 07/12/2018 às 16h08
context/imageCaption

Lenilda Luna foi homenageada e agraciada pelos colegas de profissão. Foto: Acervo pessoal

Visando premiar os radialistas que se destacaram por seus trabalhos, foi realizada na última quarta-feira (5), às 20h, no auditório da Casa da Indústria, a 16ª edição do Prêmio Odete Pacheco, criada por Marcos Assunção e Fafá Rocha, produtores culturais da Eventur's. A premiação ocorre anualmente, mas esta foi a primeira vez onde foram homenageados radialistas que atuam em rádios web. Nessa categoria, o prêmio foi entregue à jornalista Lenilda Luna, pela atuação na Rádio Ufal, na internet.

Em seu discurso de abertura, Lenilda cumprimentou os colegas radialistas e expressou sua satisfação ao receber a homenagem. “É realmente uma grande honra receber um prêmio que tem o nome de Odete Pacheco, uma mulher que aos 20 anos enfrentou tabus e preconceitos, que eram ainda mais fortes nos anos 40 do século passado, para ser uma das pioneiras no radialismo alagoano, da equipe de fundação da Rádio Difusora”, falou.

A jornalista e radialista premiada começou sua carreira aos 20 anos, no começo da programação da Rádio Educativa FM, em 1987. Mencionando mulheres que admira, como sua professora de locução, Beatriz Bargen e Floraci Cavalcante, também homenageada durante a premiação.

Lenilda ainda falou sobre a história da rádio da Universidade, que começou como Rádio Bienal durante a Bienal Internacional do Livro, em setembro de 2017, com uma equipe composta por Edilberto Sandes, conhecido como Brother, e Thiago Prado, além da colaboração de Carlos Madeiro, da Rádio Difusora, e tendo a iniciativa da então coordenadora da Ascom da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Mércia Pimentel.

Foi somente durante a 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência (SBPC) que a rádio começou a permanecer no ar definitivamente, com entrevistas gravadas sobre as diversas conquistas acadêmicas e eventos da Ufal. “Recentemente, com novos e bons parceiros, como o professor Mac Dawison Buarque e a nossa RP, Izadora Nascimento, transmitimos ao vivo, durante uma semana, a programação do Circuito Penedo de Cinema”, explicou a radialista da Ufal.

Próximo do fim do seu discurso, Lenilda Luna falou sobre o desafio de se construir um público para ouvintes na internet. “É um desafio diferente das experiências que vivi anteriormente, mas é uma proposta que traz as vantagens de menor custo para manter um canal de comunicação com uma temática específica, que no nosso caso é ensino, pesquisa e extensão”, destacou.

Atualmente na coordenação da Assessoria de Comunicação (Ascom/Ufal), a jornalista também mencionou o apoio institucional da atual reitora, Valéria Correia e do vice-reitor, José Vieira.