Pesquisa da Ufal busca voluntários entre estudantes com deficiência

Estudo deve analisar a dimensão subjetiva da realidade em tempos de covid-19
Por Ascom Ufal
12/03/2021 10h26
context/imageCaption

Professora Neiza Fumes, coordenadora da pesquisa

O Núcleo de Estudos em Educação e Diversidade (Needi) da Universidade Federal de Alagoas está realizando pesquisa e convida voluntários entre alunos com deficiência. Coordenado pela pesquisadora Neiza Fumes, o estudo deve analisar a dimensão subjetiva da realidade em tempos de covid-19 para estudantes com deficiência da educação superior.

Os discentes da Ufal que possuem algum tipo de deficiência são convidados a participar respondendo o questionário diretamente neste link, até o dia 30 de março. A participação é totalmente voluntária.

Segundo a professora Neiza, o questionário foca questões sobre a saúde mental, o autocuidado e, principalmente, como tem sido a experiência com o ensino remoto implementado na universidade por conta da pandemia de covid-19. “A pesquisa tem como objetivo analisar a dimensão subjetiva da realidade dos universitários com deficiência durante o ensino remoto, implementado em decorrência da pandemia de covid-19”, explicou.

A pesquisa terá dois momentos: primeiro será o questionário e, em um segundo momento, os pesquisadores convidarão alguns estudantes participantes para uma entrevista. “Os resultados da pesquisa permitirão conhecer como o aluno universitário com deficiência têm vivenciado a pandemia e o ensino remoto, sendo identificadas as barreiras, as demandas de aprendizagem, bem como suas conquistas. Pretende-se socializar esses resultados com diferentes órgãos da universidade, como NAC [Núcleo de Acessibilidade] e Pró-reitoria de Graduação”, informou a professora.