Cursos EaD da Ufal levam educação de qualidade ao interior de Alagoas

Graduações de Geografia e Física receberam nota 4 na última avaliação do MEC
Por: Pedro Ivon – estagiário de Jornalismo - 21/08/2019 às 10h37 - Atualizado em 21/08/2019 às 10h41
context/imageCaption

EaD Geografia - Polos Arapiraca e Palmeira dos Índios

Na maioria das vezes, quando se pensa em cursar uma graduação, ou mesmo dar continuidade aos estudos, logo vem à mente atividades mediadas por professores em sala de aula, em frente a um quadro ou lousa. Mas a Educação a Distância (EaD) já é um atrativo cada vez maior para repensar a forma de se qualificar. Nesse cenário, os cursos EaD da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) têm se destacado dando uma importante contribuição para a sociedade.

Segundo o professor Elton Malta, coordenador do curso EaD de Física, foi possível perceber as vantagens, principalmente no interior do Estado.

“A atuação da Ufal em cursos EaD no interior pôde levar educação superior de qualidade a pessoas que muito dificilmente teriam condições de morar em Maceió ou nos grandes centros urbanos do interior do Estado”, falou.

Em sintonia com o pensamento do professor Elton, a coordenadora do curso a distância de Geografia, na modalidade Licenciatura, Cirlene Santos, também falou da contribuição aos alunos de zonas distantes dos grandes centros urbanos. “Algo que considero relevante, é que muitos dos nossos alunos residem em áreas afastadas da zona urbana, em povoados e sítios rurais, se sacrificam muito para se manter no curso, considerando a distância espacial e principalmente a baixa densidade de distribuição dos meios técnicos-científicos-informacionais no território alagoano”, disse a professora.

Uma das dificuldades apontadas por Cirlene é a quantidade de especificidades e o fato do calendário acadêmico não conseguir seguir sem atrasos. Além disso, também há as limitações orçamentárias e de infraestrutura. “O processo acaba sendo gratificante quando observamos as vitórias acumuladas pelos nossos alunos”, afirmou, citando os que já conseguiram boas pontuações em concursos, aprovações em eventos nacionais e internacionais, e ainda, os alunos que já publicaram artigos em livros. 

Reconhecimento 

O que os cursos a distância de Física e de Geografia têm em comum? Ambos receberam nota 4 no último ciclo de avaliações do Ministério da Educação (MEC), comprovando ainda mais a qualidade desta modalidade de ensino na Ufal. Elton Malta conta que os professores que compõem os cursos presenciais de Física são basicamente os mesmos do EaD. O coordenador garante que o corpo docente sempre prezou pela qualidade de ensino acima de qualquer coisa.

“Muito provavelmente este destaque teve uma forte influência do excelente trabalho da coordenação anterior, que buscou acompanhar quase que pessoalmente o andamento acadêmico de cada estudante, tentando trazê-los um pouco do contato interpessoal que muitas vezes é bastante negligenciado em cursos a distância”, acrescentou o docente.

A professora Cirlene também atribuiu a conquista ao trabalho em equipe. “No que tange ao nosso bom desempenho nos índices do MEC, atribuo a um esforço coletivo. Essa conquista é nossa: Instituição, coordenação, professores, tutores, alunos”, comemorou a docente. 

Dedicação 

Ao contrário do que muitos podem pensar, os cursos EaD não são totalmente online, mas semipresenciais. Isso significa que apesar das atividades serem desenvolvidos a distância, tem momentos presenciais que são obrigatórios. Avaliações, seminários e atividades em laboratórios são exemplos de ações que exigem a presença do aluno.

Para mais informações sobre a Educação a Distância na Ufal, acesse aqui.