Reitor destaca corrente do bem da Ufal em prol da vida dos alagoanos

Josealdo Tonholo destaca a importância da união de profissionais durante pandemia
Por Simoneide Araújo - jornalista
17/07/2020 07h42 - Atualizado em 17/07/2020 às 10h38
context/imageCaption

Reitor Josealdo Tonholo agradece o empenho dos profissionais da Ufal na luta pela vida

Ao completar quatro meses de suspensão do calendário acadêmico, nesta sexta-feira (17), no momento de crise em decorrência da pandemia da covid-19, a Universidade Federal de Alagoas levanta mais uma bandeira e assume a responsabilidade de garantir a vida e a saúde das pessoas. E mesmo nesse cenário de incertezas, o reitor Josealdo Tonholo reforça que a instituição não abre mão de “produzir conhecimento, de ofertar soluções científicas e tecnológicas que o momento pede”.

Tonholo destaca a importância dos profissionais da saúde, principalmente do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU), as equipes da Escola Técnica de Artes (ETA) e das unidades acadêmicas do Campus A.C. Simões, dos campi do interior -Arapiraca, Rio Largo e Sertão- que estão na produção de máscaras, EPIs e sanitizantes e colaborando com várias ações de solidariedade. “Temos muitas pessoas boas, abnegadas, que estão na corrente do bem da Ufal e produzindo pesquisas. Todos envolvidos nessa corrente do bem”, reforçou. 

Em vídeo publicado no canal oficial da Ufal no Youtube, o reitor reforça que a Universidade está usando esse momento para envolver as pessoas, a comunidade acadêmica para atenuar o drama social. “Também quero agradecer àqueles que têm de se proteger e estão em casa, fazendo o trabalho a distância, fora de sede, ajudando a preservar a própria vida e a dos outros, à medida que evita, a propagação da doença”, registrou Tonholo, acrescentando: “Não é uma situação de presencial e não presencial; é uma situação de garantir a vida”.

Enquanto a pandemia ainda avança, a corrente de solidariedade da Ufal se mantém firme para minimizar os danos causados pela pandemia. Prestação de serviço não só para a comunidade interna, mas também para a população como um todo e esse engajamento dos diversos setores da instituição só demonstra o quanto a Universidade está mobilizada e o quanto seus pesquisadores, cientistas, professores, técnicos e estudantes estão envolvidos em benefício da população. 

Tonholo reafirma a importância de todos que estão trabalhando para garantir a vida do cidadão alagoano, do brasileiro. “Estamos cientes que vêm muitas mudanças pela frente e ninguém melhor que o cientista, o pesquisador para estudar essas mudanças e propor soluções inteligentes para que possamos voltar a viver bem e com confiança”, finalizou.