Ufal sedia Encontro Nacional Gentes do Brasil

Evento vai discutir temáticas ligadas a formação social do país
Por: Pedro Vianna - estagiário de Jornalismo - 31/07/2019 às 08h40 - Atualizado em 29/07/2019 às 09h38
context/imageCaption

Arte de divulgação

O Núcleo de Estudos Sociedade, Escravidão e Mestiçagens (Nesem) da Universidade Federal de Alagoas promove o 4º Encontro Nacional com o tema Gentes do Brasil, de 28 a 30 de agosto. Nos dois primeiros dias as atividades acontecerão no auditório da Reitoria e no dia 30, no auditório do Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Arte (Ichca). 

O encontro está sendo apoiado pelo Centro Científico de Pesquisa e Documentação Histórica (CPDHIS), pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) e pelo Programa de Pós-Graduação em História (PPGH). 

No dia 28, as atividades terão início com a solenidade de abertura às 18h30, seguida de uma conferência. Já no dia 29, às 14h começa a mesa redonda Escravidão e Sociedades no Século 18”; às 17h terá o bate-papo Calabar: Herói ou Vilão? e o lançamento da Revista Graciliano Ramos. O último dia do evento (30) inicia com a mesa redonda O Brasil Oitocentista e a Escravidão, às 14h30. 

Todos os dias haverá um coffee break com lançamento de livros e autógrafos a partir das 18h30 e a programação encerra com a conferência do dia, às 19h. 

As vagas já foram preenchidas, mas as inscrições de ouvintes continuam para formar uma lista de espera, no portal do evento.

Para o professor Gian Carlo, o evento serve para tornar a Universidade ainda mais voltada para temáticas sociais. “O Encontro Nacional do Nesem vem ocorrendo em edições dentro da Ufal e serve para congregar a comunidade acadêmica em torno das temáticas ligadas a formação social do Brasil, ao estudo da sociedade escravista. Sempre buscando refletir sobre o passado e o presente que nos cerca”, ressalta.