Evento traz discussão sobre tecnologia, sono e atividade física em crianças

O 1º Ciência no Cotidiano aconteceu no auditório da Reitoria e deve acontecer de maneira sistemática
Por: Pedro Ivon - estagiário de Jornalismo - 14/10/2019 às 07h10 - Atualizado em 10/10/2019 às 15h42
context/imageCaption

Evento reúne áreas diversas do conhecimento em relação a um tema (Fotos: Pedro Ivon)

Aconteceu no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Campus A.C. Simões, nesta quinta-feira (10), a primeira edição do Ciência no Cotidiano, evento organizado pelo Núcleo de Estudos Aplicados em Atividade Física e Saúde (Neaafis) e pelo Diretório Acadêmico de Educação Física e Esporte (Daefe). O 1º Ciência no Cotidiano teve o tema Como o sono, as telas e a atividade física podem afetar o desenvolvimento de crianças até cinco anos de idade? e foi composto por três palestras.

“A ideia surgiu em conversa com os acadêmicos do curso em fazer um evento que pudesse reunir áreas do conhecimento da Ufal e que pudessem conversar com um tema que estivesse em discussão não só na comunidade acadêmica, mas também na sociedade de modo geral”, explicou Jean Toscano, um dos organizadores do evento e professor do Instituto de Educação Física e Esporte (Iefe).

A atividade teve seu início próximo das 10h, com a composição da mesa de abertura pelos professores Jean Toscano, Cleryston Isidro, do Centro de Educação (Cedu) e Auxiliadora Damiani, professora da Faculdade de Medicina (Famed). Além dos docentes, também estava presente o membro do Diretório Acadêmico, Marcelo Valença.

Antes das falas dos professores, Marcelo propôs um minuto de silêncio pelo falecimento de Rafael Guimarães, estudante de medicina que veio a óbito na última quarta-feira (9). Em seguida, cada docente teve seu momento de apresentação.

O desenvolvimento de crianças até 5 anos

O 1º Ciência no Cotidiano foi dividido em três palestras, com cada docente expondo como as tecnologias, o sono e a atividade física influenciam no desenvolvimento das crianças. O primeiro a ter seu tempo de fala foi o professor Cleryston, que falou sobre o uso das tecnologias digitais de informação. A professora Auxiliadora, da Famed, falou sobre o sono. Por fim, foi a vez do professor Jean, do Iefe, falar sobre as atividades físicas no desenvolvimento das crianças.

“Foi publicado pela Organização Mundial da Saúde um documento intitulado Orientações para o tempo de sono, tempo de tela e atividades físicas em crianças até cinco anos de idade. Então essas orientações vieram a partir de discussões que estão sendo feitas no âmbito internacional, sobre a importância dos comportamentos relacionados à saúde serem adotados desde pequenos”, disse Jean Toscano.

Ao fim de todas as palestras, os participantes do evento tiveram a oportunidade de fazerem perguntas sobre os temas apresentados.

Outros eventos

Segundo o professor Jean Toscano, a ideia é que o Ciência no Cotidiano aconteça de maneira sistemática. O tema para a próxima edição será fruto das sugestões dos participantes e inscritos da primeira edição.