Abertura da SBPC Educação em Arapiraca discute a importância do ensino

Professores Zezito Guedes e Luiz Carlos de Deus foram homenageados pela atuação como educadores em Arapiraca
Por: Renata Menezes – jornalista e André Miranda – estudante de jornalismo - 20/07/2018 às 12h50 - Atualizado em 20/07/2018 às 12h51
context/imageCaption

A mesa de abertura foi composta por autoridades da Ufal e da Prefeitura de Arapiraca

A abertura da SPBC Educação em Arapiraca aconteceu na noite desta quinta (19), no Teatro Cenecista Tereza Auto Teófilo. Na ocasião, foram prestadas homenagens a dois professores que fizeram história em Alagoas, Zezito Guedes e Luiz Carlos de Deus (in memoriam). A noite encerrou com a conferência Educação, democracia e compromisso social, ministrada pelo professor Flávio Brayner (UFPE).

A solenidade de abertura contou com a presença de autoridades da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e da Prefeitura de Arapiraca, que deram as boas-vindas ao público e louvaram a realização da 70ª Reunião da SBPC na cidade. “Arapiraca está sempre de portas abertas para receber os eventos promovidos pela Ufal”, comentou o secretário de Educação Janeo Melanias.

O vice-reitor da Ufal, professor José Vieira destacou a importância da realização da Reunião Anual da SBPC Alagoas para os estudantes. “Há um retorno que não conseguimos contabilizar, que é a oportunidade de levar a cada um de nossos campi discussões, intercâmbio de experiência, oficinas, exposições. Desse modo, fazemos com que o conhecimento circule e estimule aos acadêmicos um despertar para novos talentos”, afirmou.

Ainda de acordo com Vieira, atender as demandas dos campi e cumprir com a responsabilidade da Universidade é o compromisso da Gestão, apesar de estar sendo um desafio. “A estratégia para isso é aumentar a visibilidade das iniciativas estudantis, as pesquisas que estão sendo desenvolvidas e ocupar mais os espaços científicos acadêmicos”, concluiu.

Homenagens

A professora Maria Gorete Amorim, do curso de Pedagogia do Campus Arapiraca, abriu a sessão de homenagens dedicando suas palavras ao professor José Gomes Pereira, mais conhecido como Zezito Guedes, que é escultor, poeta, folclorista e historiador.

Em sua fala, Maria Gorete ressaltou a importância do legado de Zezito para a cultura popular alagoana. “Fui privilegiada ao ser convidada para fazer essa homenagem a esse grande homem que continua fazendo história, contribuindo na formação presente e futura. Sem dúvidas um ser humano excepcional”, comentou.

A professora Eliana Cavalcanti prestou homenagem a Luiz Carlos de Deus, professor do curso de Letras do Campus Arapiraca, falecido em junho deste ano. Emocionada, Eliana comentou a trajetória de Luiz Carlos como educador e como sacerdote, destacando sua plena dedicação às questões humanitárias, e entregou o símbolo da SBPC a seus familiares.

Conferência

O professor Flávio Brayner (UFPE) encerrou a noite ministrando a conferência Educação, democracia e compromisso social, que tocou em temas fundamentais para o futuro da prática pedagógica no Brasil, ressaltando a crise que o país está vivendo e as consequências dela para o campo da educação.

Segundo Brayner, há uma diferença fundamental entre exercer a função de professor e de educador. “O educador não trabalha dentro dos limites de modelos institucionais, mas sim com formação de cidadãos. Isso é um trabalho que não se encerra na sala de aula, porque está sempre em processo”, afirmou.

Durante sua fala, o professor ainda enfatizou que existe uma relação muito próxima entre educação e cidadania e que ambas estão em crise, colocando em xeque o modelo democrático moderno. “As reformas que estão sendo feitas tanto no ensino médio quanto no fundamental e todas as privatizações das quais estamos sendo vítimas mostra que a relação entre educação e cidadania está caminhando para seu fim”, finalizou o conferencista.