Ufal e Secretaria de Saúde discutem parceria para fazer testes de RT-PCR em Maceió

Reitor Josealdo Tonholo disse que esse é um momento de todos permanecerem alertas em relação à covid-19
Por Simoneide Araújo - jornalista
18/01/2021 15h56
context/imageCaption

Reunião com o secretário Pedro Madeiro

A gestão da Universidade Federal de Alagoas se reuniu com o novo secretário de Saúde de Maceió, Pedro Madeiro, para discutir uma possível parceria para que a Ufal passe a fazer testes RT-PCR na população da capital. Foi uma discussão inicial, mas se vislumbra repetir o que já foi feito em cidades como Maragogi e Campo Alegre.

Como o secretário acabou de assumir a pasta, ele precisa de mais informações sobre o processo para firmar a parceria. Foi uma conversa inicial, na última sexta (15), mas Madeiro disse que vai marcar outra reunião com os técnicos da Secretaria e da Ufal. “Foi um privilégio receber o secretário Madeiro como autoridade sanitária constituída, principalmente neste momento que temos de estar muito atentos em relação à covid-19. Mesmo que tenha sido uma conversa inicial, mas já vislumbramos a realização desse tranbalho”, destacou Tonholo, ao lembrar que a Ufal já tem uma grande parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU).

De acordo com o professor Marcelo Duzzioni, do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), que também participou da reunião, ainda não há detalhes de quando isso acontecerá. “Pela conversa inicial, tudo indica que a Ufal receberá as amostras da Prefeitura de Maceió e realizará os testes, como já é feito com Maragogi e Campo Alegre”, completou.

Também participaram da reunião a vice-reitora Eliane Cavalcanti; a diretora da Exscola de Enfermagem, Maria Cicera de Albuquerque; o pró-reitor de Gestão Institucional, Arnóbio Cavalcanti; o pesquisador Axel Cofré, do Laboratório de Inovação Farmacológica (Laif) do ICBS; além de integrantes da diretoria do HU: o médico e gerente de Atenção à Saúde, Francisco de Assis Costa; o gerente administrativo, professor Anderson Barros; e a chefe do Setor de Regulação, Inez Carneiro.