Primeiro latino-americano a receber prêmio IEEE TCLT é da Ufal

O reconhecimento recebido pelo professor Ig Ibert premia a carreira do cientista
Por: Lenilda Luna - jornalista - 09/07/2019 às 12h14 - Atualizado em 09/07/2019 às 13h31
context/imageCaption

Professor Ig Ibert Bittencourt, pesquisador da Ufal

A comunidade científica da Universidade Federal de Alagoas tem muitos cientistas premiados nacional e internacionalmente. Alguns dos pesquisadores são recordistas em indexação, quando a pesquisa é usada para referência no mundo inteiro. Além disso, temos cientistas com artigos e produtos que venceram prêmios renomados na comunidade científica. 

Entre os nossos destaques em alusão do Dia Nacional da Ciência, comemorada em 8 de julho, está Ig Ibert Bittencourt, que recentemente se tornou o primeiro latino-americano a receber o prêmio IEEE TCLT Early Career Researcher Award in Learning Technologies, na área de tecnologias de aprendizagem. Esta premiação destaca a carreira profissional do cientista, ou seja, sendo um reconhecimento à produção científica e acadêmica do pesquisador. 

Ig Ibert Bittencourt é professor associado do Instituto de Computação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e do Instituto de Computação e Matemática Computacional da Universidade de São Paulo (ICMC/USP). Em 2009, recebeu o título de doutor pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e em 2013 fez pós-doutorado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). 

Na Ufal, o professor Ig Ibert integra o Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais (Ness), que é um grupo de pesquisa voltado para o objetivo de pesquisar e desenvolver soluções de TI, “gerando conhecimento científico de vanguarda e promovendo a sua transferência para a sociedade civil, setor produtivo e comunidade científica”.  O Ness tem três linhas de pesquisa: web semântica, empreendedorismo social e informática na educação. 

Trajetória 

Durante o doutorado, o professor Ig Ibert propôs um modelo teórico e computacional para a construção de Sistemas Educacionais baseados na Web Semântica. Ele tem se dedicado à área de Inteligências Artificial na Educação, investigando a concepção, desenvolvimento e experimentação de tecnologias educacionais. Em particular, o pesquisador investiga Sistemas Tutores Inteligentes Gamificados, observando a construção (ontologias e autoria), o uso (educação básica) e o impacto (mediadores psicológicos, experiência ótima e aprendizagem). 

Ig Ilbert já colaborou em vários grupos de pesquisa no Brasil e exterior. Foi pesquisador visitante da Universidade de Mannheim (Alemanha - 2009), Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia do Japão - JAIST (Japão - 2015), Universidade de São Paulo (2015) e Universidade de Saskatchewan (Canadá - 2007 e 2016). Foi co-diretor do Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais (2011 - 2017), vice-presidente (2012 - 2015) e presidente (2016 - 2017) da Comissão Especial de Informática na Educação, Representante Consultivo da Ufal no W3C (2013 -2017), representante da SBC do TC on Education - TC 3 da International Federation For Information Processing - IFIP (2016 - 2017). 

Atualmente, Ig  é membro do Comitê Gestor da Rede de Inovação para Educação Brasileira - Rede IEB (desde 2016), da Sociedade Brasileira de Computação (desde 2005), da Association for Computing Machinery - ACM (desde 2009), da Institute of Electrical and Electronics Engineers - IEEE (desde 2009) e da Sociedade de Inteligência Artificial na Educação (desde 2016). 

Além disso, já organizou mais de 20 eventos nacionais, como o Congresso Brasileiro de Informática na Educação e Workshop de Informática na Escola; e internacionais, como o ACM SAC - Track on Intelligent and Interactive Learning Environments, LACLO, ICALT e AIED. É um dos criadores do primeiro evento brasileiro de Web Semântica na Educação. 

Ig Ibert é revisor dos mais importantes periódicos de tecnologias educacionais, entre eles: Computers & Education, Computers and Human Behavior, BJET, IJAIED, Journal of Educational Technology & Society e Journal of Learning Analytics. Participou também de conferências internacionais, foi editor da Revista Brasileira de Informática na Educação (2009 - 2012) e atualmente é editor da Revista IEEE Transactions on Learning Technologies, considerada umas das dez melhores revistas de Tecnologias Educacionais do mundo. Atualmente, Ig Bittencourt atua em parceria com o Ministério de Educação na concepção de Políticas de Tecnologias Educacionais baseadas em Evidências. 

Por fim, o pesquisador é co-fundador de várias spin-offs, dedicadas a melhorar um produto ou serviço na área de tecnologia, sendo duas premiadas: Eyeduc (antiga MeuTutor), que é uma empresa do ramo de tecnologias educacionais (aproximadamente cem mil alunos já usaram) e foi considerada em 2015 como a empresa educacional mais inovadora no Brasil, pela RioInfo; e a Linked Knowledge, empresa do ramo de tecnologias semânticas, premiada com uma das empresas mais inovadoras de Alagoas. “Acredito no empreendedorismo social inovador como um modelo sustentável para promover o desenvolvimento social e econômico da humanidade”, declara Ig Ibert Bittencourt. 

Novos conhecimentos 

Ig Ibert Bittencourt tem como grande desafio de pesquisa: Como o design e uso de Sistemas Educacionais Inteligentes podem levar a uma Experiência Ótima de Aprendizagem?  À medida que avançou nesse campo, o professor percebeu a necessidade de aprofundamento nas teorias da psicologia. Em 2017, ele iniciou o curso de Graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Alagoas. 

Para um pesquisador já reconhecido, com doutorado, é um desafio voltar a ser estudante de graduação numa nova área de conhecimento e sentar em sala de aula ao lado de jovens estudantes que estão iniciando a formação acadêmica. “Essa é uma experiência enriquecedora. Às vezes pensamos que por ter uma carreira consolidada já sabemos muito, mas ao voltar para as bancas da Universidade, me deparo com muitas discussões que me fizeram repensar conceitos. Neste momento, percebemos que realmente o conhecimento é uma construção coletiva, sempre aberta”, reflete o professor. 

Mais informações sobre o prêmio.