Estudantes promovem MedCine com exibição de ‘As horas’

Evento é promovido por integrantes organização estudantil IFMSA Brasil
Por: Ascom Ufal - 04/02/2019 às 10h30
context/imageCaption

Arte de divulgação

Estudantes de Medicina da Ufal, participantes da IFMSA Brazil (International Federation of Medical Students’ Association), irão promover o MedCine, com a exibição do filme As horas. O evento vai ser realizado no próximo sábado, dia 9 de fevereiro, no Cine Arte Pajuçara, em Maceió. 

A exibição contará com a presença de Valfrido Leão, professor adjunto de Psiquiatria da Ufal, professor auxiliar de Psiquiatria da Uncisal e doutor em Psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria (Ipub/UFRJ). A Associação Alagoana de Psiquiatria e a IFMSA Brazil Unit também são parceiras na organização do evento. 

“O MedCine visa proporcionar uma reflexão entre os estudantes e profissionais da saúde sobre a depressão e o suicídio, buscando dar a devida importância ao tema, a partir da observação desses acontecimentos em uma realidade cinematográfica e, posteriormente, com uma discussão em cima da temática, demonstrando a relevância da saúde mental na qualidade de vida”, ressaltou o estudante de Medicina da Ufal e integrante da organização no Brasil, Carlos Matheus Messias Remigio,. Ele avalia que “em uma sociedade cada vez mais preocupada com o impacto da saúde física nas diferentes faixas etárias, uma realidade contrastada é evidenciada: que a saúde mental se mostra mais prejudicada”. 

Ainda de acordo com Remigio, “há um gritante crescimento no número de casos de depressão entre os estudantes da área da saúde e os impactos gerados por isso são preocupantes, considerando não apenas o bem-estar mental dos estudantes, mas também dos futuros profissionais da saúde”. 

Para mais informações em anexo. 

Sobre a IFMSA Brazil 

A International Federation of Medical Students Associations of Brazil (IFMSA) é uma instituição suprapartidária, sem fins lucrativos ligada à Organização Mundial de Saúde (OMS) e à Organização das Nações Unidas (ONU). 

Segundo o integrante Carlos Matheus Remigio, “a IFMSA une estudantes de Medicina em todo o mundo para liderar iniciativas que impactam positivamente as comunidades a que servimos, representando as opiniões e ideias de futuros profissionais de saúde no campo da saúde global”, diz. “E também trabalha em colaboração com parceiros externos, desenvolve habilidades por meio de treinamentos, projetos e troca de oportunidades, enquanto abraça a diversidade cultural, de modo a construir um futuro sustentável”, destaca.