Penedo será a terra do Festival Internacional de Música

Jornada Pedagógica para Músicos de Banda acontece de 23 a 26 de outubro
Por: Simoneide Araújo - jornalista colaboradora - 17/10/2019 às 17h36

A JPMB - Jornada Pedagógica para Músicos de Banda chega a sua décima edição. E, ao completar a primeira década, transforma-se no Festival Internacional de Música, com a proposta de promover o encontro entre artistas, músicos, professores e pesquisadores e a comunidade, além de movimentar as ruas de Penedo, cidade que vai sediar o evento.

A Jornada acontece de 23 a 26 deste mês e já faz parte do calendário cultural de Alagoas. E o melhor: todas as atividades e concertos são gratuitos.

Além de músicos, professores e pesquisadores com formação em vários países e universidades, vindos de Portugal e de várias localidades do Brasil, a JPMB também terá a participação de artistas que fazem parte do quadro de professores da nossa Escola Técnicas de Artes, como Kleber Dessoles, Augusto Morales e Lilian Pereira e sua Camerata Acadêmica.

Também teremos atrações ligadas ao nosso curso de licenciatura em Música, como o grupo LPM - Laboratório de Performance Musical e Trio Ybyrá. Durante os quatro dias, a programação terá 26 atividades pedagógicas e científicas e 13 atrações artísticas. Confira a Programação completa.  

O coordenador-geral desse evento é o professor Marcos Moreira e ele destaca as várias parcerias entre o curso de licenciatura em Música, por meio do Grupo de Pesquisa Metodologia e Concepção Social do Ensino Coletivo Instrumental, a Prefeitura de Penedo,  por meio da Secretaria de Cultura, o Consulado Honorário de Portugal em Maceió e o Espaço de Compreensão e Invenção Musical (Ecim).

Toda essa união só ratifica a importância da JPMB para a nossa Ufal e para nosso Estado.

Trio Ybyrá

O Trio Ybyrá, formado por nossos professores Kleber Dessoles, Flávio Ferreira e Ziliane Teixeira, fará dois concertos, nesta sexta e sábado, 18 e 19 de outubro.

A entrada é franca, hein, pessoal! Nesta sexta, o concerto será no Teatro Hermeto Pascoal, às 20h, em Arapiraca, e faz parte da programação do projeto Sesc das Artes, ação voltada ao fomento e à difusão da produção artístico-cultural alagoana. Os ingressos serão entregues uma hora antes de cada apresentação.

Neste sábado (19), será a vez da cidade de Piranhas receber o Trio Ybyrá. O concerto será na Igreja Nossa Senhora da Saúde e São Francisco, às 19h. 

O Trio Ybyrá reúne em sua formação uma combinação instrumental não convencional: Flauta, saxofone e clarineta/clarone.

Apesar das afinidades, formam um trio de sopros ainda raramente explorado pelos compositores. O Trio Ybyrá leva aos palcos experiências musicais decorrentes dessa combinação pelas adaptações de obras do repertório erudito e popular.

Passarinhando no MHN

Você está ansioso para próxima edição do Fim de Semana no Museu? Então, pode se preparar que neste sábado e domingo, 19 e 20 de outubro, acontecerá a 31ª edição do Fim de semana no nosso Museu de História Natural, com o tema Passarinhando.

E, mais uma vez, traremos diversas atividades gratuitas, cheias de diversão e muito aprendizado.

Que tal convidar toda a família e os amigos para se divertir e aprender mais sobre as aves. Estamos esperando você das 9h às 17h.

Botânica na Praça 

Neste sábado (19), nosso Museu de História Natural também vai promover o evento Botânica na Praça. 

As atividades na antiga Praça da Faculdade, em frente ao prédio do MHN, a fazem parte da programação do 70º Congresso Nacional de Botânica que vai divulgar a Botânica para o público em geral, por meio de diferentes atividades como exposições, oficinas e muitas outras ações.

O Botânica na Praça estará aberto a todos os interessados - professores e alunos dos mais diversos níveis de ensino -, além de qualquer outra pessoa interessada em conhecer um pouco mais dessa área da Ciência.

Noite do Malassombro

Nosso Museu de História Natural volta ao cenário de magia e misticismo, mexendo com a imaginação de crianças, jovens e adultos, com a realização da 4ª edição da Noite do Malassombro, no próximo 31 de outubro. Mais autêntica impossível, não é mesmo?

A festa é uma alusão ao Halloween, data comemorativa multicultural, tida como um período místico que fascina jovens e adultos no mundo inteiro. 

O MHN procura fazer com que o público associe a comemoração desse dia a elementos do contexto da cultura local, como as lendas alagoanas e os seus personagens folclóricos.

Tem também como princípio a promoção de conhecimento e ações de conscientização sobre a preservação da biodiversidade, aspectos que serão abordados de forma conjunta e interdisciplinar. 

Por fim, a equipe do MHN procura estimular a criatividade, avivar o respeito pela natureza e desmistificar conceitos sobre determinados animais utilizados por tradições e religiões com perspectiva mágica e mística, o que acaba introduzindo ideias negativas na cultura humana, especificamente sobre determinadas espécies como os anuros, serpentes e morcegos.