Show da Física promove explicações de fenômenos com atividade práticas

Atração conquistou inúmeros jovens do ensino público alagoano
Por Camilla Bibiano, estudante de Jornalismo
24/07/2018 17h40 - Atualizado em 24/07/2018 às 17h36
context/imageCaption

Estudantes participando das atividades do Show da Física. Foto: Camilla Bibiano

Unindo conhecimento à brincadeiras, a exposição Show da Física, que está ocorrendo na tenda da Expot&c durante a 70ª edição da Reunião Anual da SBPC, reuniu uma turma de alunos da rede pública de Alagoas. Promovendo uma maior acessibilidade com a ciência, o estande traz em sua programação o contato dos estudantes com os experimentos.

A empolgação tomou conta dos jovens da Escola Estadual Professor Arthur Ramos, que vieram do município de Pilar para prestigiar o evento. A apresentação científica visa explicar os fenômenos físicos de uma forma mais dinâmica e interativa através de experimentos como o Gerador de Van Der Graaf, mostrando que a física está presente no dia a dia.

A necessidade de unir teoria à prática fez com que os professores incentivassem os alunos à participarem das atividades no estande. A integração entre eles permitiu que os professores também fossem incluídos nos aprendizados práticos envolvendo cargas elétricas.

A atração que faz parte da SBCP Jovem, vem conquistando uma boa participação da comunidade local. O estudante do 2° ano do ensino médio, Isaque Miguel falou sobre como a experiência na atração é um complemento para sua formação. “É mais uma fonte do conhecimento para o estudante. Tem coisas aqui que a gente não aprende na sala de aula, mas que vem aprender fora dela, mesmo que seja entre quatro paredes. Mesmo assim tem coisas que realmente frutificam nosso conhecimento.”, falou. Ele ainda chamou atenção para outras programações que estão acontecendo na tenda e que estava muito satisfeito com que tinha vivenciado, “Por mim eu morava aqui!”.

A apresentação é ministrada pelo monitor e estudante de física Danilo Ferreira, colocando em prática conhecimentos desenvolvidos no projeto de extensão Usina Ciência, que tem como objetivo difundir a ciência no estado. Ele ressaltou que os shows científicos promovidos no evento são formas mais atrativas aos alunos do que na sala de aula.

A professora Magali Melo, que estava acompanhando os jovens, também apontou que os alunos estavam bem envolvidos com o que estava sendo apresentado e comemorou que eles pudessem ter esse acesso à ciência para além dos livros. “A nossa escola não tem laboratório e nós somos muito pobres em relação aos experimentos. Então, além de poder ver esses experimentos, a gente consegue abranger mais a estrutura do ensino para além da escola, tendo contato com várias áreas diferentes de um modo mais dinâmico e integrado.”, finalizou.