Oficina de esculturas com materiais descartáveis acontece na SBPC Alagoas

Atividade foi em parceria com Sintufal
Por: Leila Falcão - estudante de Jornalismo - 28/07/2018 às 12h13 - Atualizado em 28/07/2018 às 12h13
context/imageCaption

Oficina de esculturas e reaproveitamento de materiais

A SBPC Alagoas promoveu a oficia Esculturas com reaproveitamento de materiais descartados, ministrada pela artesã e artista plástica Adriana Chaluppe, dentro da programação da SBPC cultural. A atividade teve o objetivo de despertar a comunidade local a reutilizar ferramentas do cotidiano para algo novo e de teor artístico. 

Os objetos podem ser aqueles jogados nas ruas, asfaltos, nos ambientes das escolas ou até mesmo descartados nos lixeiros de casa. Chaluppe desenvolve um programa e cursos em vários locais de Maceió, contendo esculturas e modelagens com massa de papel machê, gesso e outras peças que demoram mais a se degradar no meio ambiente. 

Segundo a artista plástica, o movimento da reciclagem começa a partir do momento que identificamos que “nada se joga, tudo se aproveita”, dado que o processo de degradação do planeta é longo, em perspectivas ecológicas. É por esse motivo que ela aponta que  criações de oficinas de reuso de papelão, papel, vidros, borracha e outros tipos de “lixo” devem fazer parte da expressão artística de cada uma. 

“Eu vejo o princípio de tudo como aquela frase da criação da humanidade, que ‘do pó viemos e para o pó voltaremos’. Pois explica tudo que buscamos nessas atividades: Criação e recriação! Nosso planeta morre a cada dia que se passa, e temos que ajudá-lo de alguma forma. Por que não criando arte? A arte salva vidas, salvou a minha de uma depressão, ela me fez enxergar como eu posso mudar e mudar outras coisas”, comentou. 

Há exposições dos trabalhos da artesã e artista Adriana Chaluppe no Museu da República, em Maceió, e no Hospital Universitário da Ufal, tendo como obras expostas as esculturas feitas por aposentados.