Últimas semanas para sugerir livros para a Biblioteca Central

Estudantes, professores e servidores da Universidade têm até 30 de março para indicar os livros que serão adquiridos pela Biblioteca Central da Ufal em 2009. Para participar e enviar sugestões de títulos é só acessar o site da BC e preencher as indicações.

09/03/2009 08h17 - Atualizado em 13/08/2014 às 00h28
context/imageCaption

Vista interna da Biblioteca Central

Segundo a diretora da BC, Cristiane Cyrino, o sistema está aberto tanto para professores, quanto estudantes e funcionários da Universidade, dos campi Maceió e Arapiraca.

“Quanto mais sugestões recebermos mais a coleção se torna útil e consegue atender às necessidades de todos”, enfatiza a diretora. Assim que terminar o prazo de sugestões a biblioteca passa por uma fase de análise das indicações, que são encaminhadas para a aquisição.

Entre os cursos que mais se destacam na sugestão de títulos, estão Direito e Arquitetura. Para Cristiane, isso é importante para o curso, já que “quanto mais o curso solicita, melhor a chance de dar qualidade e quantidade à bibliografia específica. Ninguém melhor do que as pessoas do curso para indicar as necessidades de sala de aula, especialmente os professores”, afirma.

Desde 2005, a Biblioteca Central dispõe do sistema de sugestão de livros e aquisição de novos títulos on-line. A princípio, somente coordenadores de curso podiam sugerir, mas já em 2006 o sistema foi aberto para toda a comunidade acadêmica. A BC conta hoje com cerca de 23.500 títulos e 95.000 exemplares, mas o número vem aumentando a cada ano, tanto com as solicitações de usuários como por causa do aumento no investimento na compra de novos títulos.

http://www.sibi.ufal.br/

História

A história da Biblioteca Central/BC data de 1976, com a proposta de levar o conhecimento àqueles que, como alunos ou professores, foram os pioneiros dos cursos ofertados pela UFAL.

No início inexistia um sistema de bibliotecas. As bibliotecas surgiram de maneira desordenada e diversa, sem recursos bibliográficos, humanos e físicos adequados. À medida em que eclodiam as necessidades de acesso à informação.

Segundo diagnóstico construído em 1987, a UFAL possuía 15 bibliotecas, além de pequenos acervos caracterizados como material de laboratório, junto a diversos departamentos. O mesmo diagnóstico refere-se à Biblioteca Central como uma biblioteca que, "embora tendo o maior acervo, não consegue exercer nenhuma das funções essenciais de uma Biblioteca Central".

Somente em 1989 o Sistema de Bibliotecas - SIBI passa a ter seu regimento, além de várias conquistas, como a adoção de uma política orçamentária garantindo 8% do orçamento institucional para o SIBI, o que assegurou a melhora do acervo bibliográfico, condições de uso das bibliotecas e a oferta de serviços especializados.

O SIBI passa a ser composto pela Biblioteca Central, o Órgão Colegiado e 7 Bibliotecas Setoriais.

O marco dessa história se dá em 03 de abril de 1990, quando é inaugurado e aberto o novo prédio da Biblioteca Central. Durante o período compreendido entre 1987 a 1990, a biblioteca recebeu um grande impulso, transformando-se em um pólo de intercâmbio científico, cultural e social, saindo de um estado primitivo para uma performance moderna e dinâmica. Este mérito deve-se ao trabalho, à competência e a dedicação da então gestora desta unidade, na época, a bibliotecária Sílvia Regina Cardeal.

Em 2005,  com melhores perspectivas, a BC teve ações concretas como a reforma na estrutura física da Biblioteca(incluindo piso, climatização) nas áreas destinadas ao serviço aos usuários, aquisição de 1028 títulos, o que corresponde a uma média de 4000 exemplares de livros, na ordem de R$ 360.000,00 e R$ 175.000,00 em periódicos nacionais e estrangeiros. Espera-se num futuro próximo a automação dos seus serviços.