Ufal em Arapiraca sedia reunião preparatória para Fórum Popular

Demandas dos participantes sobre articulações específicas para a realização de congresso também foram definidas com representantes em Maceió
Por: Luciano Cardeal - estudante de Jornalismo e Eloysa Lopes - estudante de Relações Públicas - 11/06/2019 às 07h30 - Atualizado em 11/06/2019 às 09h29
context/imageCaption

Reunião realizada em Arapiraca

Foi realizada, na última quarta-feira (5), mais uma reunião do1ºI Fórum Popular na Ufal, dessa vez, no Campus Arapiraca. Na ocasião, estiveram presentes docentes e representantes de movimentos populares da região. Dentre os assuntos abordados, foram discutidas questões voltadas para a realização do evento e o público do Fórum, incluindo critérios para o cadastramento. 

Representantes dos movimentos falaram de suas demandas e o que pretendem tratar durante o Fórum. Os professores da Ufal, contaram um pouco sobre as atividades que vêm realizando em seus respectivos projetos. 

A pró-reitora de Extensão da Ufal, Joelma Albuquerque ressaltou que desse Fórum pretende-se tirar pessoas da sociedade para representar o conselho. Já a professora Simone Romão destacou a importância das articulações voltadas para a realização do Fórum, e que as pessoas têm se manifestado positivamente.. “As pessoas têm parabenizado a Ufal pela iniciativa. Elas entendem que a realização do Fórum será importante para a Universidade e para o estado de Alagoas”, disse Romão. 

Questões sobre transportes e estadia também foram abordadas. Será feito um levantamento do quantitativo de pessoas para definições sobre transporte e alojamento. Representantes de movimentos saíram com o indicativo de levar fichas de inscrição para seus respectivos movimentos, como também, estará disponível um formulário online

Reunião em Maceió

Na última quinta-feira (6) a mesma reunião preparatória aconteceu no Campus A.C. Simões, em Maceió. A reitora Valéria Correia também participou com a pró-reitora de Extensão, Joelma Albuquerque, e a coordenadora de Extensão da Proex, Betânia Gomes. Estiveram presentes cerca de 50 pessoas, entre docentes e representantes de movimentos populares da região.

Ao fim das duas reuniões, ficaram definidas orientações relacionadas aos interessados em participar do Fórum. Será preciso estar presente em, pelo menos, uma reunião preparatória ;  discutir as principais demandas que quer levar ao debate; listar na ficha de inscrição os nomes dos representantes e suplentes, com os respectivos contatos e dados pessoais; além de detalhar as demandas por eixos. 

O prazo limite para entrega da ficha e garantir a participação é até o dia 21 de junho.