Morre um dos fundadores da Faculdade de Medicina da Ufal

Ismar Gatto também era membro da Academia Alagoana de Medicina e fundador do Neafa
Por Ascom Ufal
16/07/2018 08h53 - Atualizado em 16/07/2018 às 10h55
context/imageCaption

Corpo de Ismar Gatto está sendo velado no Parque das Flores. Foto: reprodução da Internet

A comunidade universitária lamenta a morte do médico Ismar Gatto, um dos fundados da Faculdade de Medicina da Ufal (Famed), em 3 de maio de 1950. Ele faleceu neste domingo (15) e deixou um grande legado para estudantes e profissionais da saúde.

Ismar Gatto foi mestre emérito de Ufal e da Escola de Ciências Médicas, membro efetivo da Academia Alagoana de Medicina; e membro emérito da Academia Alagoana de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas e da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (Sobrames).

Como entusiasta e defensor dos animais, fundou o Núcleo de Educação Ambiental Francisco de Assis (Neafa). Gatto também teve intensa participação na sociedade alagoana, foi presidente do Conselho Estadual de Cultura por duas gestões, e da Sociedade de Cultura Artística, além de diretor da Juventude Musical Brasileira do estado de Alagoas. Ismar Gatto ajudou a fundar os cursos de artes da Universidade Federal de Alagoas e doou um vasto acervo para o Espaço Cultural. 

O corpo está sendo velado no cemitério Parque das Flores. A missa será às 11h e o enterro ao meio dia.