Pesquisadores da Ufal e do HU criam ventilador pulmonar de baixo custo

Equipamento pode ser utilizado no tratamento de casos graves de covid-19; modelo semelhante é vendido, atualmente, por mais de R$ 200 mil
Por Thâmara Gonzaga – jornalista
25/05/2020 15h14 - Atualizado em 25/05/2020 às 21h02
context/imageCaption

Equipe - da esquerda para a direita, professor Ícaro Bezerra, graduanda Andressa Martins, mestrando Luiz Felipe, mestrando Glauber Leite, professor Davi Bibiano e o graduando Arthur Vangasse

Um ventilador pulmonar de baixo custo que poderá ser utilizado por pacientes com covid-19 é o foco do projeto liderado por pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas e do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU). A princípio, a expectativa é que o equipamento seja usado no HU, mas, com o sistema validado e homologado, também servirá para qualquer unidade de saúde com UTI ou no transporte de pacientes.

Baseado em um modelo desenvolvido por cientistas italianos, o ventilador utiliza sensores e válvulas com certificação médica. “Toda a eletrônica e o software foram desenvolvidos aqui na Ufal. Já fizemos os testes de corte para ver tudo encaixado. Ainda não temos o custo final do equipamento, mas deve ficar abaixo de 10 mil reais”, informa o professor do Instituto de Ciências da Computação (IC) da Ufal e um dos líderes do estudo, Davi Bibiano. Ele conta que, normalmente, um aparelho semelhante é comprado por cerca de R$ 45 mil. “Nesse período de pandemia, estão sendo vendidos até por mais de R$ 200 mil”, diz.

Iniciado no final de abril, o modelo da Ufal já está com todas as partes de eletrônica e de software prontas, faltando apenas a integração da interface de usuário com o hardware. O docente destaca que, em virtude da situação pandêmica ocasionada pela proliferação do covid-19, o projeto ganhou um caráter inicial de urgência.“Todas as adaptações necessárias serão realizadas segundo indicações da equipe médica do Hospital Universitário, assim como as necessidades de operação decorrentes do clima da região Nordeste”, diz.

Por ser baseado em modelos já validados, o ventilador desenvolvido na Federal de Alagoas poderá ser utilizado nos hospitais em um tempo mais curto quando comparado com os prazos habituais. “Quando todo o sistema estiver funcionando, serão feitos mais testes em laboratório no IC. Após essa fase, será submetida ao Comitê de Ética uma proposta para testes em animais do Hospital Veterinário da própria Ufal. Esperamos que o equipamento possa atender os pacientes ainda durante a pandemia”, diz.

Ufal no combate à pandemia

Equipamento fundamental no tratamento de casos graves do novo coronavírus e com o número de máquinas insuficientes para atender a demanda, o desenvolvimento do ventilador pulmonar de baixo custo, proposto pelos pesquisadores da Ufal, visa suprir demandas de hospitais públicos de Maceió e de Alagoas.

“O protótipo é baseado em projetos abertos e previamente validados em outros países, utilizando componentes de aplicação médica disponíveis no mercado nacional”, informa Davi Bibiano.

Ele conta que a iniciativa surgiu a partir da provocação de alguns alunos de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Informática, que mostraram iniciativas feitas pelo mundo. “Começamos a colaborar com outros grupos de pesquisa e o professor Tonholo [reitor da Ufal] nos colocou em contato com a equipe de engenheiros, fisioterapeutas e intensivistas do HU que nos provocaram para o desenvolvimento de um ventilador mecânico”, relata.

O projeto é uma parceria entre o IC, FabLab, HU e o curso de Medicina Veterinária. Cerca de 30 pessoas compõem a equipe que reúne docentes, técnicos, engenheiros, fisioterapeutas, médicos veterinários e estudantes de graduação e pós.