Estudantes retomam projetos com defesa virtual de TCC

Apresentação online é alternativa para quem precisa encerrar ciclos
Por Manuella Soares - jornalista
28/05/2020 15h13
context/imageCaption

Apresentação virtual de TCC da estudante Ariadna Macena

Com o calendário suspenso há mais de 70 dias, os planos de muitos estudantes da maior instituição pública de ensino de Alagoas precisaram ser adiados. Mas desde a publicação da Instrução Normativa 03/2020, da Pró-reitoria de Graduação (Prograd) da Ufal, no final de abril, alguns alunos que estavam prestes a concluir seus cursos viram a possibilidade de seguir com tais objetivos.

Foi o que aconteceu com Ariadna Macena, estudante de Biblioteconomia, que queria focar em outros projetos e dependia do diploma para amadurecer as ideias. Ela aproveitou a possibilidade e se debruçou no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), marcando a defesa para o dia 30 de abril.

Ariadna fez uma análise bibliométrica da produção científica sobre catalogação nos últimos dez anos e, o resultado, foi mostrado virtualmente para a banca de professores por meio da Webconferência RNP, a plataforma oficial do governo federal.

“Foi uma ótima experiência, consegui apresentar todo o trabalho muito bem sem falhas na comunicação. Essa era a minha preocupação em apresentar de modo virtual e, no final, deu tudo certo. Fiquei até emocionada, com saudade de ter por perto os professores que tanto admiro e contribuíram imensamente na minha graduação”, comentou sobre o dia da defesa.

A comunicação eficaz é justamente a preocupação dos docentes que, em comum acordo, estão marcando as defesas dos TCCs para não prejudicar os alunos. A professora Nelma Camêlo de Araújo, coordenadora do curso de Biblioteconomia, estava na banca de Ariadna e conta que a modalidade ainda é desafiadora.

“O desafio inicial foi em relação à tecnologia, o aprendizado nosso. E, depois, o aluno ter todos os recursos disponíveis para fazer a apresentação”, comentou, relatando algumas dificuldades técnicas na primeira experiência.

Para não parar

A Pró-reitoria de Graduação viabilizou as defesas virtuais para qualquer aluno, independente do curso, desde que justifique a necessidade de ingressar num programa de pós, tomar posse em algum cargo ou assumir um emprego.

“Tem aluno que estava ansioso porque já tinha proposta de emprego, então, tendo a opção de fazer a defesa com essa tecnologia, a ansiedade deles é menor. Tendo esse recurso eles ficam mais tranquilos”, ressaltou Nelma.

Outras quatro defesas nos cursos de Química e Relações Públicas já foram realizadas. E a coordenação de Biblioteconomia agendou mais duas para o mês de junho.  Todas as defesas de TCCs durante o período de pandemia devem ser realizadas via RNP.  A elaboração da ata de defesa, a folha de aprovação e o envio da versão final para a Biblioteca Central ou coordenações de cursos também serão apresentados em formatos digitais, incluindo as assinaturas, conforme orienta a Instrução Normativa da Prograd.

A saudade que Ariadna sentiu dos professores da banca também é compartilhada pelos docentes acostumados com as arguições presenciais, mas, por enquanto, o modelo de banca online é a solução encontrada para que os sonhos não parem com a pandemia.