Reitora se reúne com direção da Equatorial para início das obras da Miniusina Solar

Projeto da obra foi apresentado durante reunião
Por: Ascom Ufal - 10/01/2020 às 16h10 - Atualizado em 16/01/2020 às 14h42
context/imageCaption

Valéria Correia, direção da Equatorial e professores da Ufal assinam documento que garante o início das obras.

A reitora Valéria Correia se reuniu, nesta quinta-feira (9), com o presidente da Equatorial Energia – unidade Alagoas, Humberto Soares, e professores da Ufal responsáveis pelo projeto da miniusina de energia solar da Universidade. Na reunião, foi apresentado o projeto da obra, com vídeo de perspectiva ilustrada da futura miniusina, bem como o cronograma de execução.

O projeto foi desenvolvido por docentes da Ufal e pela empresa júnior Renotec, do curso de Engenharia de Energia, e será a primeira estação construída em espaço público alagoano a transformar a luz do sol em energia elétrica.

A energia solar produzida na Ufal vai gerar energia elétrica para o Campus A.C. Simões, local em que a estação estará instalada. A geração de energia vai permitir que a Universidade reduza gastos. A previsão é de que as obras sejam concluídas até maio de 2020. Veja mais aqui.

Para Valéria Correia, o projeto é necessário para avançar nas pesquisas de energia renováveis em Alagoas e reduzir a conta de luz da Universidade que gasta mais de 1 milhão de reais por mês. “Conseguimos trazer esses recursos para a construção desse projeto pioneiro com a atuação decisiva dos nossos pesquisadores organizados em um grupo de trabalho. É um projeto inovador para Alagoas. O nosso cronograma aponta que até a metade deste ano já geraremos energia limpa”, disse a reitora da Ufal.

Essa proposta de investimento em energias renováveis vem sendo trabalhada desde o início da gestão de Valéria Correia, quando foi formado o Grupo de Trabalho de Energias. Em 2017, houve uma importante conquista quando o projeto da Ufal, apresentado para concorrer ao edital de Eficiência Energética e Minigeração em Instituições Públicas de Educação Superior da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), foi aprovado sem restrições, garantindo o investimento de R$ 2 milhões da Aneel para eficiência energética.

Na reunião, a reitora também reforçou a solicitação de ligação de energia elétrica da nova sede da Unidade Educacional de Santana do Ipanema, que deve ser inaugurada neste mês de janeiro.