Biblioteca Central recebe computadores novos

Ao todo foram adquiridas 500 máquinas para atender as unidades acadêmicas; Biblioteca ganhou 40 em dois laboratórios

13/07/2017 11h12 - Atualizado em 14/07/2017 às 09h54
context/imageCaption

O espaço Via Pesquisa recebeu 24 novos computadores para que os alunos façam pesquisas

Thamires Ribeiro – estagiária de Jornalismo

A reitora Valéria Correia realizou, na tarde desta quarta-feira (12), a entrega de 40 computadores novos, que serão utilizados em dois laboratórios da Biblioteca Central (BC) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). A Pró-reitora Estudantil, Silvana Medeiros, e a diretora da BC, Cristiane Oliveira, também estiveram presentes na ocasião.

Essa realização se deu após um diagnóstico sobre as principais necessidades da biblioteca e visando proporcionar inclusão digital aos alunos da Universidade. Dos 40 computadores entregues, 24 foram destinados ao espaço Via Pesquisa, que é disponibilizado para que alunos da Instituição possam realizar pesquisas online, e 16 computadores foram enviados para o Centro de Inclusão Digital (CID), ambos localizados no prédio da biblioteca.

A reitora expressou enorme satisfação na entrega dos equipamentos, e frisou que o objetivo da gestão atual sempre será priorizar o atendimento aos estudantes e os espaços coletivos. “Conseguimos adquirir 500 computadores, e com eles iremos suprir as mínimas necessidades das unidades. E uma das prioridades nesse primeiro momento foi o laboratório coletivo dos estudantes”, declarou. E complementou: “É uma satisfação ver todos os equipamentos do prédio funcionando, porque mesmo com a Universidade em crise conseguimos um mínimo de conforto para os alunos estudarem, principalmente porque a biblioteca é o cérebro da Universidade e congrega estudantes de diversos cursos”.

Atividades do CID

A iniciativa de incluir o Centro de Inclusão Digital na biblioteca, partiu de uma proposta da Pró-reitoria Estudantil (Proest), que sugeriu que um dos espaços do local fosse cedido para funcionar o projeto. O CID estava parado por dificuldades relacionadas aos equipamentos. “Antes o projeto estava em um local de difícil acesso e agora fomos muito bem acolhidos nesse espaço da biblioteca”, afirmou Silvana Medeiros.

De acordo com Alex Renner, técnico administrativo da Proest e responsável pelo projeto de inclusão, a ideia é ter no projeto estudantes de várias áreas da graduação, que possuam habilidades nos softwares que serão abordados no curso, para que assim eles repassem esses conhecimentos em informática para outros alunos. “Teremos diversos cursos, um deles explicará como trabalhar a ABNT na formatação de documentos, outro vai trabalhar as ferramentas da apresentação de slides, envolvendo fonte, cores e softwares que podem ser usados. E assim trataremos as necessidades básicas da graduação e da formação com os próprios estudantes”, declarou.

O projeto já conta com uma equipe de dez alunos bolsistas e a previsão é que na próxima semana as inscrições sejam abertas, para os turnos matutino e vespertino. “A chegada desses computadores foi muito importante, pois nós tínhamos computadores, mas eram antigos. E agora podemos ampliar a capacidade do laboratório, que com mais computadores poderemos atender mais alunos”, finalizou Renner.

Os detalhes sobre a seleção serão divulgados em breve.