Controle da ansiedade e das emoções pode ajudar em período de isolamento

Especialistas do HU dão dicas para enfrentar quarentena
Por: Taciana Gacelin - jornalista colaboradora - 24/03/2020 às 14h43

O combate ao coronavírus exige mudanças no comportamento individual, como isolamento social. Psicóloga do HU, Vanessa Ferry destaca que “este momento tem um impacto nas nossas emoções, no controle da ansiedade”. A psicóloga afirma que é preciso gerenciar os sentimentos, para “que não gerem traumas e sequelas emocionais depois dessa vivência. É preciso seguir uma rotina, começando o dia de forma ativa, realizando, por exemplo, atividades físicas dentro de casa”.

Vanessa Ferry destaca que é necessário criar atitudes para não favorecer a ansiedade. Ela esclarece também que o excesso de informação é prejudicial. “Agora, é o momento de evitar áudios de fake news, as notícias que vêm de sites de procedências duvidosas”. Ela recomenda que a população tenha controle na apuração dos fatos e na divulgação das informações, pois podem colaborar para desestabilizar o emocional das pessoas.

Além das medidas de higiene, de isolamento social, a gerente de Ensino e Pesquisa (GEP) do HU e professora da Faculdade de Nutrição da Ufal (Fanut), Monica Assunção, destaca a importância de manter a alimentação saudável. M afirma que, “embora não exista comprovação científica dos efeitos dos alimentos na prevenção ou tratamento para a infecção pelo coronavírus, alguns nutrientes conferem suporte a nossa imunidade e são úteis a todos”, frisa.  

Para manter o corpo saudável, Monica declara que é necessário ter uma alimentação rica em vitaminas A, B6, B12, B9, C, D, E, além dos minerais cobre, ferro, selênio, zinco, ômega 3 e fibras. As substâncias podem ser encontradas em frutas (goiaba, laranja, abacaxi, kiwi, frutas vermelhas), castanhas, nozes, amêndoas, avelã, brócolis, feijão, peixes, frango, carne vermelha, ovo, cereais integrais, vegetais, feijão, farelo de aveia e extrato natural de própolis.

​O Hospital Universitário (HU) está desenvolvendo medidas de combate à proliferação do coronavírus, e para isso, tem estruturando fisicamente os espaços para atender a população do estado, em caso de recebimento de pacientes com suspeita ou contaminado pelo Covid-19. O HU ainda não recebeu nenhum caso suspeito ou de contaminação pelo coronavírus.