Ex-aluno da Ufal assume cargo de docente no Campus Arapiraca

Rodolfo Cavalcante integrou a primeira turma de Ciência da Computação da unidade e hoje comemora a realização de um sonho
02/01/2014 às 14h46 - Atualizado em 11/08/2014 às 10h59
context/imageCaption

Rodolfo Carneiro Cavalcante comemora a realização de um sonho: ser professor da Universidade Federal de Alagoas

Deriky Pereira – estudante de Jornalismo

Ele tinha apenas 16 anos quando iniciou sua jornada na Universidade Federal de Alagoas (Ufal) como estudante da primeira turma do curso de Ciência da Computação do Campus Arapiraca. Hoje, aos 23, o jovem Rodolfo Carneiro Cavalcante comemora a realização de um sonho: tornar-se professor da maior instituição de ensino superior do Estado.

Durante o curso, decidi enveredar pela carreira acadêmica e fui aprovado no mestrado da UFMG [Universidade Federal de Minas Gerais]. Essa aprovação, assim como a de outros colegas recém-formados em programas de mestrado de grandes universidades do país, me mostrou que nosso curso tinha grande potencial para mudar a realidade local”, relembrou Rodolfo.

Mesmo estando em solo mineiro, o objetivo de Rodolfo era regressar à Arapiraca. Foi quando surgiu a oportunidade de prestar o concurso para docente da unidade, do qual ele foi aprovado. Rodolfo também passou no concurso feito na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), mas segundo ele, a decisão sobre onde ficar não foi nada complicada.

Todo um ciclo da minha vida estava se fechando, pois uma das minhas maiores metas havia sido conquistada. Hoje, já como professor há quase um mês, vejo que o curso evoluiu bastante, pois mesmo com as dificuldades que possamos enfrentar, estamos entre os três melhores do Nordeste. Tudo isso é fruto do esforço de grandes professores que temos e alunos que passaram por aqui”, salientou.

A interiorização mudou a minha vida”

O processo de expansão da Universidade Federal de Alagoas para o interior é sempre lembrado pelo reitor Eurico Lôbo por sua importância para a população. Em uma das cerimônias de posse realizada no ano passado, ele comentou sobre um levantamento realizado no início daquele ano, que revelou um dado interessante: 85% dos alunos das unidades do interior são oriundos das escolas de lá. “Esses números são extremamente importantes e comprovam que esse processo de levar a universidade para o interior foi algo válido”, comemorou.

É algo que Rodolfo, natural de Feira Grande, concorda plenamente. “Eu tenho muito a agradecer ao projeto de interiorização das universidades do país, pois eu acredito que a interiorização da Ufal mudou profundamente a realidade de muitas pessoas do interior de Alagoas, assim como mudou a minha vida também. Espero poder contribuir positivamente para esse time que já provou ser vencedor e, pouco a pouco, construir um país melhor, assim como têm sido feito nestes 7 anos de curso e do Campus Arapiraca da Ufal”, concluiu o jovem servidor.