Portal do Governo Brasileiro

Estudantes participam de curso sobre saúde mental na Universidade

Encontros da primeira turma da extensão vão até 16 de abril; novas turmas devem ser abertas
Por: Thamires Ribeiro – estagiária de Jornalismo - 13/03/2019 às 09h25 - Atualizado em 13/03/2019 às 09h35
context/imageCaption

Alunos compartilham experiências durante curso de extensão QVA

 

Estudantes de diversos cursos de graduação da Universidade Federal de Alagoas e de outras instituições iniciaram, nesta terça-feira (12), o curso de extensão Qualidade de Vida Acadêmica (QVA), idealizado pela equipe de Psicologia da Pró-reitoria Estudantil (Proest) em parceria com a Faculdade de Nutrição (Fanut). Os encontros da primeira turma do projeto acontecerão todas as terças-feiras, até o dia 16 de abril.

“A ideia principal é a gente problematizar e ressignificar a experiência da rotina acadêmica, que não pode ser naturalizada como pura e simplesmente de sofrimento, mas, sobretudo como uma experiência de vida que deve ser de aprendizagem, de crescimento, de autoconhecimento e de comunhão com o coletivo e com a comunidade, para que a gente alcance, de fato, uma dinâmica de viver a academia com qualidade de vida, e não o contrário”, afirmou Everton Calado, psicólogo da Proest.

Em sua 1ª edição, o curso foi bastante procurado pelos estudantes e a turma teve um número de participantes maior do que o esperado. Os alunos terão a oportunidade de ajudar outros, como multiplicadores da ideia. E para que todos os interessados possam participar, novas turmas serão abertas após a conclusão desta.

“O aluno, como todo o ser humano, é singular, é único. Alguns se adaptam bem, outros não se adaptam tão bem, e o importante é que aquele que sente que precise de algum tipo de ajuda no processo de enfrentamento da universidade, não evite em procurar ajuda, e que não se isole e nem se afogue nos seus problemas, até para evitar aquilo que é o nosso desafio: a ansiedade, o adoecimento, a depressão e o próprio suicídio”, explica Calado.

O curso de extensão conta ainda com a colaboração de três estudantes do curso de Psicologia, um de Letras-Libras e um de Nutrição. Durante os encontros são realizadas dinâmicas individuais e coletivas com elementos musicais, artísticos, culturais e lúdicos, para que os alunos se sintam à vontade para compartilhar os sentimentos.

Ana Camila é estudante do 3º período de Pedagogia e já recebe apoio psicológico por meio da Proest. Para ela, o suporte recebido da equipe de Psicologia ajudado muito.

“Eu venho enfrentando muitas dificuldades, principalmente na questão de cansaço, de perder noite de sono para estudar, sabendo que é errado e sabendo que eu posso encontrar meios que eu possa estudar sem me matar. Esse projeto é mais um alvo que eu quero alcançar para melhorar. Estar em grupo de ajuda, porque a gente troca experiências, e muitas vezes a gente está passando por algo que o outro passou e ele ajuda, porque já conseguiu superar, do mesmo jeito que a gente tem experiências que consegue ajudar o próximo a superar também”, ressalta a estudante.