HU entrega, na segunda, novo acelerador linear para tratamento de câncer

Ministro da Saúde vai participar de entrega oficial do equipamento que vai dobrar a capacidade de atendimento no hospital
Por Manuella Soares - jornalista
13/05/2022 09h10 - Atualizado em 13/05/2022 às 09h15
bunker onde está instalado o novo acelerador linear do Cacon do HU

bunker onde está instalado o novo acelerador linear do Cacon do HU

O Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU) da Universidade Federal de Alagoas, ligado à rede Ebserh, vai inaugurar na próxima segunda-feira (16), às 11h, a obra de reforma do bunker, estrutura especial onde foi instalado o novo acelerador linear do Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) e entregar oficialmente o equipamento.

O evento que marca um importante momento para a história do Hospital contará com a presença do reitor da Ufal, Josealdo Tonholo, da vice-reitora Eliane Cavalcanti, do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e do vice-presidente da Ebserh, Antônio César Rocha.

Segundo o professor Célio Rodrigues, superintendente do HU, o hospital investiu mais de R$ 1,8 milhão na reforma do bunker, com recursos próprios, sendo mais uma entrega do setor de infraestrutura do hospital, que há dois anos tem focado na melhoria da ambiência e recuperação de diversos setores.

“Esperamos avançar cada dia mais para cumprir nossa missão primordial que é a formação de recursos humanos de qualidade enquanto hospital de ensino que faz parte da estrutura do Ministério da Educação. Buscamos, portanto, atender aos anseios de nossos trabalhadores e prestar melhores serviços à população”, reforçou o superintendente Célio Rodrigues.

História de persistência

A entrega do novo acelerador linear é um benefício para a população, conquistado com muito empenho da gestão do HU e apoio de parlamentares, como a deputada Tereza Nelma. De acordo com o superintendente, a gestão anterior da Ufal não fez os projetos obrigatórios de reforma do bunker e como o edital do Ministério da Saúde (MS) estabelecia prazo, o HU perdeu o acelerador e foi excluído do Plano de Expansão em Radioterapia no SUS (PER-SUS).

“A deputada foi nossa voz junto ao Ministério da Saúde e com sua ajuda conseguimos trazer a equipe gestora do MS ao Hospital. Esse esforço evitou o descredenciamento do Cacon e que a radioterapia fosse fechada, já que o antigo acelerador estava em obsolescência e não poderia mais ser utilizado”, lembrou Rodrigues.

Foi feito um Termo de Ajuste de Conduta e a equipe do Hospital Universitário dedicou o trabalho desde a área da gestão à área da engenharia para conseguir montar a infraestrutura e estabelecer as condições necessárias para preparar o bunker e receber o acelerador.

O equipamento do HU foi adquirido com recursos do Ministério da Saúde por meio do PER-SUS.

Cacon mais ágil e pacientes com melhores condições

O Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) do HU atende pacientes com câncer, encaminhados de várias regiões de Alagoas. O novo acelerador linear possui uma tecnologia mais avançada, permitindo diversas melhorias, das quais destaca-se o dobro da capacidade de atendimento. O número de procedimentos passará de 30 para cerca de 60 por dia.

O acelerador conta com sistemas computadorizados que permitem um cálculo de dose mais preciso, melhorando a qualidade do tratamento de radioterapia. Utilizando raios x de alta energia aplicados sobre o tumor, o equipamento é capaz de destruir células cancerígenas e, com sua tecnologia, preservar o máximo de tecidos saudáveis ao redor.

“A tecnologia do novo equipamento irá proporcionar uma melhor qualidade no atendimento e uma ampliação no número de vagas para usuários que precisam realizar sessões de radioterapia, um dos procedimentos utilizados para quem tem câncer, reduzindo-se o tempo que antes era gasto na confecção dos moldes de proteção para partes do corpo do paciente que não podem ser invadidas pela radiação”, destacou Célio Rodrigues.