Arthur Lira garante recursos para ampliar atendimento com acelerador linear do HU

Anúncio foi feito durante entrega do equipamento na segunda-feira (16), em solenidade no Hospital Universitário; recursos serão oriundos de emenda do relator e foram garantidos pelo presidente da Câmara Federal
Por Diana Monteiro - jornalista / Fotos Renner Boldrino
17/05/2022 13h09 - Atualizado em 17/05/2022 às 17h24
O reitor Josealdo Tonholo, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga, a vice-reitora Eliane Cavalcanti e o vice-presidente da Ebserh, Antônio Cesar Alves Rocha, no momento do descerramento da placa de inauguração da estrutura onde está instalado o novo acelerador linear do HU

O reitor Josealdo Tonholo, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga, a vice-reitora Eliane Cavalcanti e o vice-presidente da Ebserh, Antônio Cesar Alves Rocha, no momento do descerramento da placa de inauguração da estrutura onde está instalado o novo acelerador linear do HU

Foi bastante concorrida a solenidade de inauguração da reforma do bunker e da entrega do novo acelerador linear do Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU), da Universidade Federal de Alagoas, integrante da rede Ebserh, na manhã de segunda-feira (16). A cerimônia contou a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, do presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, dos deputados federais Tereza Nelma e Marx Beltrão, além de várias outras autoridades e representantes da comunidade universitária. Foi neste momento que, além de prestigiar o evento, Lira anunciou recursos de emendas para garantir a aquisição de acessórios e ampliação de serviços destinados ao tratamento de câncer.

Após o corte simbólico da fita e o descerramento da placa, houve um momento de falas das autoridades no auditório do HU. A Tribuna de Honra foi composta pelo ministro da saúde Marcelo Queiroga; o presidente da câmara Federal, Arthur Lira; o reitor da Ufal Josealdo Tonholo; a vice-reitora Eliane Cavalcanti; o superintendente HU, Célio Rodrigues; o superintendente do MS em Alagoas, Carlos Lira; o vice-presidente da Ebserh, Antônio Cesar Alves Rocha; o prefeito João Henrique Caldas [JHC]; o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara; a secretária de Saúde de Maceió, Célia Fernandes; a deputada federal Tereza Nelma, e o deputado federal Marx Beltrão.

Ao cumprimentar os presentes, o deputado Arthur Lira anunciou que destinará recursos de emendas da relatoria geral do orçamento para cobrir os custos do acelerador, o que garantirá melhoria e dinamismo dos serviços destinados ao tratamento de câncer. “Do orçamento, conhecido como RP09, destinamos 51%, obrigatoriamente, para a saúde, com a finalidade de promover a melhoria do SUS [Sistema Único de Saúde]. E recursos serão destinados para garantir os custos com o acelerador linear do HU”, garantiu o parlamentar.

Arthur Lira acrescentou que a bancada sempre esteve atenta às causas de Alagoas e, sob a liderança da deputada Tereza Nelma, lutou para que fossem sanadas todas as pendências junto ao Ministério da Saúde e o acelerador fosse entregue ao Cacon do HU. Ele reforçou a importância da parceria dos parlamentares com a rede Ebserh, que administra o Hospital, e com a gestão da Ufal, como soma de esforços para que o HU funcione em sua plenitude.

O anúncio da garantia de recursos para aquisição de acessórios e ampliação do tratamento do câncer foi comemorado pelos participantes da solenidade. O reitor Josealdo Tonholo, a vice-reitora Eliane Cavalcanti e o superintendente do HU, Célio Rodrigues, receberam todos os presentes com sensação de missão cumprida, após tantos desafios vencidos nos últimos dois anos. A cerimônia contou com a presença de representantes da sociedade, da comunidade universitária, servidores, residentes e gestores do HU; professores, os pró-reitores Wellington Pereira, Iraildes Assunção, Jarman Aderico, Alexandre Lima, Cezar Nonato, Amauri Barros e Felipe Paes e vários integrantes da gestão da Ufal; a vereadora Teca Nelma e os vereadores Zé Márcio Filho e Chico Filho; o deputado estadual Cabo Bebeto; a deputada estadual Jó Pereira; o ex-prefeito de Maceió, Rui Palmeira; a reitora honorária Ana Dayse Dorea; o presidente da Fapeal, Fábio Guedes, dentre outros.

Importância do SUS

Ao enfatizar que “saúde é um direito de todos”, o ministro Marcelo Queiroga destacou o trabalho que o governo federal vem fazendo na saúde pública do país. “Assumi o Ministério da Saúde, há um ano, na pior situação da covid e na realidade de hoje, há uma redução de 95% de óbitos. A distribuição de mais de 48 milhões de vacinas com a dose de reforço também faz avançar o trabalho do Ministério diante da pandemia”, ressaltou.

Queiroga destacou a importância do SUS, como maior sistema do mundo, cuja sustentabilidade é dada pelas políticas públicas, a importância dos hospitais universitários no binômio saúde-educação, assim como prioridade à atenção primária. Falou sobre o aporte de recursos para os HUs, a exemplo do HU da Ufal e da ampliação de serviços em Alagoas.

Humanização

“O HU vive a humanização, porque temos amor pelas pessoas. O amor é contagioso no HU. Acolhe”, disse o superintendente do Hospital Universitário, Célio Rodrigues, ao destacar a importância do hospital para o povo alagoano. Ele ressaltou que aquela unidade registrava, antes da pandemia, 27 mil procedimentos por mês.

Célio também reforçou a importância do SUS para a população carente que não tem acesso a determinados tratamentos por meio da saúde pública e aproveitou para agradecer o empenho de todos os parceiros que se engajaram na luta travada para tornar o acelerador linear uma conquista.

O vice-presidente da Ebserh, Antônio César Alves Rocha, enfatizou a importância do acelerador para o tratamento do câncer e a esperança de cura. Na oportunidade, parabenizou a todos os envolvidos nessa batalha para ter de volta o acelerador. “É muita honra para a Ebserh participar da inauguração de um equipamento dessa natureza para a cura de pacientes”, afirmou, destacando o apoio recebido do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação (MEC) e dos parlamentares, por meio das emendas revertidas para a sociedade.

Superação

Ao cumprimentar os presentes, o reitor Josealdo Tonholo disse ser um privilégio de estar numa solenidade fazendo a entrega de tão importante equipamento para o povo alagoano. Destacou que assumiu a gestão da Ufal e logo estava diante de duas grandes crises: a da covid-19 e a do orçamento “que assola todo o executivo”. Tonholo ressalta que o orçamento atual da Ufal é 40% menor do que a instituição tinha antes de sua gestão. Destacou que, 88% da população alagoana depende do SUS e, mesmo com os muitos desafios enfrentados e que ainda seguem, o HU é dotado de uma equipe competente, que se dedica a prestar um ótimo serviço à população.

“Tínhamos perdido o acelerador porque, antes, não foram atendidos os requisitos básicos para instalar o equipamento, mas, ao assumirmos a Ufal junto com a gestão do HU, superamos os obstáculos com muita luta, sob a liderança da deputada Tereza Nelma, uma defensora da saúde alagoana. Também destaco o empenho da vice-reitora Eliane Cavalcanti. Agradeço a todas as equipes que estiveram envolvidas para superar todas as barreiras para fazer toda infraestrutura para receber o acelerador no prazo definido pelo Ministério da Saúde”, disse.

Tonholo fez agradecimentos à bancada federal de Alagoas pelo apoio recebido, ao Ministério da Saúde e às parcerias firmadas para o dinamismo das ações do HU em prol da saúde do povo alagoano. “O Cacon é fruto de muita gestão da Ufal e que e se tornou uma realidade pelo empenho da então reitora Ana Dayse Dorea, que enfrentou muitos desafios para a manutenção e o funcionamento desse Centro”, reforçou.

Ana Dayse foi homenageada na solenidade e, após agradecer, disse que, se fosse preciso, faria tudo de novo, apesar de todos os obstáculos que enfrentou ao longo dos anos. Na oportunidade ela recebeu um buquê de flores, pelo aguerrido trabalho empreendido. Um buquê de flores também foi dado a deputada Tereza Nelma em agradecimento por todo apoio ao HU e à comunidade alagoana que precisa do SUS.

Fortalecimento do SUS

O esforço conjunto da bancada com recursos de emendas, que tornou o acelerador uma realidade para salvar vidas por meio do SUS, foi enfatizado pelo prefeito João Henrique Caldas. “O Sistema Único de Saúde é um gigante, tem excelência por natureza, mas precisa ser fortalecido”, enfatizou. Falou sobre o investimento que a prefeitura de Maceió vem fazendo na área de Atenção Básica, com ampliação de serviços, enalteceu a parceria com a Ufal e a referência do HU na saúde pública.

O deputado Marx Beltrão também falou da importância do HU para o povo alagoano e que, agora, passa a ser dotado de mais um equipamento de última geração para salvar vidas. Falou sobre as dificuldades encontradas para o tratamento de câncer na rede pública, enalteceu o trabalho da deputada Tereza Nelma, que abraçou a causa, e parabenizou a gestão do reitor Tonholo na liderança da Ufal e no Hospital Universitário.

Missão de vida

“Vejo a política como vida. De transformar a sociedade. Sou obcecada pela vida”, disse a deputada Tereza Nelma, que lidera várias ações sociais e de saúde de Alagoas, onde a sua atuação política confunde-se com sua realidade de vida, conectada com as demandas da sociedade.

Engajar-se e persistir na luta para trazer de volta o acelerador linear para o HU, fez da deputada Tereza Nelma a porta-voz da Ufal junto ao Ministério da Saúde. O empenho para otimizar cada vez mais os serviços de saúde pública para a população carente continua como pauta de seu trabalho.

“O HU é nosso, precisa de recursos humanos, necessita de apoio e de condições. Temos que mudar essa realidade. Atualmente o HU precisa de 637 novos profissionais em várias áreas para atender às demandas da população”, afirmou fazendo um apelo às autoridades presentes e mostrando disposição para continuar lutando pela saúde pública.

Otimização

O acelerador linear foi adquirido, com recursos do Ministério da Saúde por meio do PER-SUS e o HU investiu mais de R$ 1,8 milhão na reforma do bunker. Com a capacidade de dobrar o número de procedimentos, passando de 30 para 60 por dia, o novo acelerador linear utiliza raios-x de alta energia aplicados sobre o tumor e por ser mais preciso, preserva o máximo de tecidos saudáveis ao redor. Leia mais aqui