Encontro on-line debate vivências acadêmicas durante período remoto

Evento abre espaço para relatos de experiências e contribuições sobre metodologias utilizadas na graduação e pós-graduação
Por Manuella Soares - jornalista
09/02/2021 10h12 - Atualizado em 09/02/2021 às 10h15
context/imageCaption

Abertura da 2ª Reunião Anual na segunda-feira (8)

A 2ª Reunião Anual de Tecnologias Digitais e Metodologias Ativas da Ufal começou na última segunda-feira (8) de forma totalmente on-line, adaptada ao contexto de pandemia da covid-19. O evento tem como objetivo compartilhar experiências e promover a interação entre os participantes em torno de debates que envolvem a temática.

Segundo o coordenado Elton Malta, as atividades impulsionam o “crescimento coletivo do saber pedagógico”, visto que a iniciativa surgiu num curso realizado em 2018 a partir da necessidade dos professores adequarem suas práticas em sala de aula para linguagem virtual.

“Os momentos de troca de experiência que tivemos naquela tutoria ajudou a mostrar que esta dificuldade é natural e bastante comum neste tipo de processo, o que serviu de estímulo para muitos não desistirem do curso e buscarem o aprendizado. Para alcançar esta mudança de uma maneira mais fácil, a caminhada deve ser feita aos poucos e de maneira coletiva, conhecendo e aprendendo com os erros e acertos do colega”, ressaltou.

A programação deste ano tem o olhar voltado para o Período Letivo Excepcional (PLE) da Ufal, quando a Universidade precisou ampliar as possibilidades de ensino e, desde março, permanece com atividades em Ambientes Virtuais de Aprendizagem.

No primeiro dia, a pedagoga Vera Pontes, da Pró-reitoria de Graduação (Prograd), abriu a discussão sobre ‘educação híbrida’ e sua contribuição para a prática docente. Em seguida, os professores Hilda Sovierzoski e Amanda Lys, do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), e Noemi Mello, do Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Arte (Ichca), falaram sobre as vivências durante as disciplinas aplicadas no PLE da Ufal.

O pró-reitor de Graduação, Amauri Barros, também deu sua contribuição debatendo sobre o uso da metodologia Sala de Aula Invertida, trabalhada de forma remota. Ele conta que esse espaço é importante para trocas acadêmicas que vão fortalecer as atividades virtuais da instituição, partindo das práticas do PLE.

“O interesse é socializar experiências exitosas do PLE, que foi um grande aprendizado, um grande laboratório para todos nós. É um momento muito importante porque essa temática tem espaço reservado na nossa agenda e todas as ações estão previstas dentro do Proford [Programa de Formação Docente]”, destacou Barros.

O coordenador do evento, professor Elton Malta, do Instituto de Física, encerrou a programação do primeiro dia, que contou ainda com a participação do reitor Josealdo Tonholo, e dos professores José Moran (USP) e Dênia Falcão (UFSC), nomes de referência na área.

Evento vai até dia 11

As atividades da Reunião Anual continuam até a próxima quinta-feira (11) por meio de web-conferência no Google Meet e transmissão ao vivo pela plataforma YouTube, onde os participantes podem interagir em chats ou compartilhando áudios e vídeos nos momentos de discussão.

Já na tarde desta terça-feira (9), os debates focam nas experiências de docentes de cursos da saúde e contemplam relatos de professores do Campus Arapiraca e da unidade de Santana do Ipanema. O encerramento do dia será com Antônio Fernando (Famed) e Luiz Carlos (Foufal).

Toda programação começa a partir das 14h e pode ser conferida aqui. No site do evento também é possível encontrar os links das transmissões separados por dia.