Vídeo sobre testes de covid está acessível para comunidade surda

Mídia criada por professor do ICBS conta agora com tradução em Libras
Por Manuella Soares - jornalista
10/08/2020 19h05 - Atualizado em 24/08/2020 às 16h13
context/imageCaption

Vídeo conta com interpretação em Libras

Quando a informação é segura, tem que alcançar o máximo de pessoas. Foi pensando nisso que o professor Lucas Anhezini, do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS/Ufal) ampliou o acesso ao vídeo sobre os principais métodos utilizados para o diagnóstico da covid-19. Agora o conteúdo também está disponível com interpretação em Libras.

“Foi a primeira vez que utilizei a tradução de Libras em um vídeo e pretendo, a partir de agora, fazer uso dessa acessibilidade nos vídeos didáticos que produzo”, comentou o docente sobre o recurso que atende a uma demanda da própria comunidade acadêmica.

A mídia já havia sido publicada nas redes sociais oficiais da Ufal e teve milhares de visualizações e compartilhamentos. O material contou com uma rede de colaboração, iniciada pelo estúdio Demi CG, que se ofereceu para produzir tudo, sem ônus para a Universidade. Desta vez, o contato de Anhezini com o curso de Libras da Universidade mostrou o caminho para esse importante serviço oferecido.

A intérprete, Jaqueline Soares, comentou sobre o trabalho que encara com satisfação.  “Enquanto servidora eu pude cooperar com a divulgação das informações para a comunidade surda. A iniciativa foi de grande relevância pela sensibilidade da coordenação em incluir o serviço de acessibilidade que é essencial tanto para os nossos discentes quando para os docentes surdos, que precisam ter acesso às informações na Língua Brasileira de Sinais”, ressaltou.

O roteiro do vídeo foi criado pelo professor Lucas e o formato escolhido permite uma linguagem acessível. Para que as mensagens mais relevantes fossem compreendidas algumas animações e recursos visuais foram explorados pelo estúdio numa missão inédita para o diretor Geraldo Neto.

“Eu tenho uma produtora de vídeo focada no mercado comercial. Foi a primeira experiência da nossa produtora com esse tipo de conteúdo e não será o última. Vamos sempre que for possível criar conteúdo de interesse geral da população”, contou.

Informação com acessibilidade

O serviço de tradução em Libras é oferecido pela Universidade Federal de Alagoas por meio do curso de Letras-Libras (Fale/Ufal). Basta preencher um formulário eletrônico especificando as necessidades e a demanda será avaliada pela Coordenação dos Tradutores Intérpretes de Libras/português (CTILS).

Foi esse caminho seguido pelo professor Lucas que resultou num material ainda mais acessível, com fonte confiável e informações importantes sobre os dois principais métodos aplicados no Brasil e no mundo para diagnóstico e controle epidemiológico da covid-19: o teste rápido e o molecular por RT-PCR.

“Fiquei extremamente satisfeito com a competência e rapidez do serviço de intérpretes da Ufal, mesmo em um momento em que estão com tantas demandas. Aproveito para parabenizar e agradecer aos intérpretes de Libras pelo excelente trabalho”, reforçou Anhezini.

Confira aqui o vídeo com tradução em Libras