Sede da Ufal em Delmiro ganha plataforma de acessibilidade

Aquisição de equipamento é uma das ações do Núcleo de Apoio Pedagógico do Campus do Sertão
Por Diana Monteiro - jornalista
24/07/2020 16h31 - Atualizado em 24/07/2020 às 17h16
context/imageCaption

Plataforma de acessibilidade instalada na sede do campus

“Campus do Sertão mais acessível!”. Assim destaca o diretor-geral Agnaldo Santos ao falar sobre a importância da instalação de uma plataforma de acessibilidade na sede da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) em Delmiro Gouveia. O equipamento foi adquirido com recursos da emenda parlamentar do deputado federal Paulo Fernandes, o Paulão (PT-AL) e, além de otimizar a área, atende às demandas da comunidade acadêmica.

De acordo com o diretor, a aquisição da plataforma é resultado de trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP), em um dos seus eixos de ação, o de Acessibilidade, com iniciativas em consonância com a gestão do campus. “O eixo Acessibilidade tem como finalidade institucionalizar uma política também de inclusão, voltada a estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, altas habilidades ou superdotação, conforme as orientações gerais do NAP. A instalação da plataforma atenderá a comunidade universitária do Campus do Sertão e a comunidade externa com mobilidade reduzida”, frisou.

Com a instalação desse equipamento, o Campus do Sertão passa a ter três plataformas de acessibilidade, sendo uma em Delmiro e duas no novo prédio da Unidade de Santana do Ipanema, onde funcionam os cursos de Ciências Contábeis e Ciências Econômicas. As duas plataformas de Santana foram viabilizadas com recursos da Ufal.

O diretor-geral também dá ênfase à positividade de ter, no elenco de prioridades, investimentos nessa área. “A maior importância se dá pelo tratamento especial dado às pessoas. Também vale salientar que o tipo de equipamento instalado gera pontos positivos nos processos de avaliação de cursos feitos pelo MEC [Ministério da Educação]. Desta forma, o benefício ocorre para toda comunidade acadêmica do Campus do Sertão”, comemorou.

Como diretor acadêmico e coordenador do NAP, o professor Thiago Trindade destaca que a intenção é tornar o Campus do Sertão cada vez mais acessível, dando oportunidades a todas as pessoas. “Está também em nosso planejamento a instalação de piso podotátil [alerta sobre obstáculos e direciona caminhos às pessoas com deficiência visual] nas dependências da sede, em Delmiro, e na Unidade de Santana”, anunciou.

A compra da plataforma foi uma iniciativa da gestão, por meio da divisão do recurso, total de R$ 600 mil, recebido este ano por meio de emenda parlamentar para a compra de equipamentos de uso geral. “Tudo isso resultou em investimento em outras demandas específicas de cursos. Também em laboratórios de ensino, grupos de pesquisa, Núcleo de Tecnologia da Informação, setores administrativos, assim como compra de equipamentos para o novo prédio da Unidade Santana do Ipanema”, completou.

Além de agradecer o apoio recebido do deputado alagoano, o diretor-geral enaltece o trabalho coletivo. “As aquisições resultam de todo o trabalho coletivo desenvolvido pela equipe de compras, a Coginst, com o apoio das coordenações de cursos. 

Acessibilidade

Com ações em desenvolvimento, voltadas à política estudantil, outra importante iniciativa do NAP, que contempla o Eixo Acessibilidade, é a construção uma calçada de acesso que ligará a entrada principal da sede até a entrada do prédio central e a entrada do Restaurante Universitário. Em dezembro do ano passado o Núcleo realizou o evento Ufal + Acessível, cujo objetivo foi promover a sensibilização acadêmica no que se refere aos direitos das pessoas com deficiência.

O Campus do Sertão, o segundo da interiorização da Ufal, em março deste ano completou 10 anos de criação. Tem em funcionamento oito cursos de graduação, conta com cerca de 1.800 alunos, 102 professores efetivos e 17 substitutos. São 44 servidores técnico-administrativos e, aproximadamente, 50 colaboradores prestadores de serviços nas áreas de limpeza, segurança, logística e manutenção.