Professores da Ufal fundam Câmara de Inovação e Tecnologia da Fecomércio

Iniciativa ajudará as empresas alagoanas a terem acesso à inovação
Por Pedro Ivon - estagiário de Jornalismo
29/07/2020 18h19 - Atualizado em 31/07/2020 às 15h48
context/imageCaption

Integrantes do Nees

Os professores Dheiver Francisco e Alan Pedro da Universidade Tiradentes de Alagoas (Unit) e da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) são os fundadores da Câmara de Inovação e Tecnologia da Federação do Comércio (Fecomércio) do Estado de Alagoas. A iniciativa busca entender as necessidades das classes empresariais e apresentar soluções, auxiliando também na execução de projetos que estejam dentro do Sistema Fecomércio, que engloba o Sesc, o Senac e a própria Fecomércio.

“As câmaras empresariais são órgãos de caráter consultivo que operam como espaço de debate, de proposição e construção colaborativa de cada segmento”, explicou o professor. Alan, que é membro do Conselho da Câmara, conta que a ela ajudará a fortalecer as empresas de Tecnologia da Informação (TI) em Alagoas: “A proposta é que elas se tornem mais competitivas e consigam fornecer soluções para o mercado local, e também atingir outros mercados.”

As empresas alagoanas que não são de TI não ficarão de fora e também terão a contribuição da Câmara, para que possuam acesso à inovação e à tecnologia e se tornem mais competitivas. Com essas ações, a iniciativa criará oportunidades para os jovens de Alagoas, incentivando o conhecimento e a interação com outras instituições.

Lidando com tecnologia desde a Ufal

Os professores integram o Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais (Nees) da Ufal. O Nees é vinculado ao Instituto de Computação (IC) e tem o objetivo de pesquisar e desenvolver soluções de TI. “Gerando conhecimento científico de vanguarda e promovendo a sua transferência para a sociedade civil, setor produtivo e comunidade científica”.

O Nees, que tem Alan Pedro como líder e seu fundador, é composto por pesquisadores, docentes e instituições parceiras. Atua em três linhas de pesquisa, sendo elas a Web Semântica, o Empreendedorismo Social e a Informática na Educação (IE).