Braskem e Ufal desenvolvem programa de cuidado com animais em Maceió

As ações serão realizadas nos bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto. O projeto piloto deve desenvolver algumas ações especiais até a assinatura do convênio entre Ufal e Braskem
Por Ascom Braskem com Ascom Ufal
16/07/2020 17h52 - Atualizado em 20/08/2020 às 10h00
context/imageCaption

Ação dos profissionais com animais de rua

A promoção da saúde dos animais que vivem soltos nas ruas e a conscientização sobre posse responsável é um dos objetivos do programa desenvolvido pela Braskem, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e a Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes). As ações de cuidados vão acontecer nos bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto e começam nesta sexta-feira (17), a partir de 9h, começando no Pinheiro, próximo a Rua do Arame. O projeto piloto deve desenvolver algumas ações especiais até a assinatura do convênio entre Ufal e Braskem. 

O programa vai contemplar o recolhimento, o tratamento de saúde e a melhoria do bem-estar dos animais, como também um projeto de conscientização da comunidade e a produção de pesquisa científica. Está sendo desenvolvido a partir da identificação de medidas adicionais àquelas desenvolvidas no Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação da Braskem, que fornecia guarda temporária dos animais das famílias que não tinham condições de mantê-los na nova moradia.

Com apoio das entidades de defesa dos animais foi identificado o crescimento do abandono de cães e gatos nas ruas dos bairros que participam do programa. E a equipe da Ufal, liderada pelo professor Pierre Barnabé Escodro, entra em ação para fazer esse trabalho de levantamento, cuidados e tratamento. Além do professor Pierre, o grupo conta com mais 13 profissionais de dedicação integral [médicos veterinários, bolsistas de iniciação científica e estagiários].

O trabalho da equipe da Ufal envolverá atividades de campo nas casas dos moradores e na comunidade. As primeiras ações serão o levantamento da quantidade e tipos de animais abandonados nos bairros, levantamento do perfil de animais por domicílios a serem relocados, imunização, desverminação e esterilização dos animais errantes, tanto domésticos [pets] quanto equídeos [cavalos, burros]. Quando necessário, os animais serão transportados para a fazenda da Ufal em Viçosa, onde são desenvolvidas atividades do curso de Medicina Veterinária.

Além do atendimento aos animais, a equipe também vais realizar campanhas de conscientização na comunidade sobre posse responsável, importância da vacinação, castração dos animais abandonados, prevenção contra abandono, atendimento veterinário gratuito e monitoramento de doenças dos animais. Os profissionais envolvidos farão ainda um trabalho nas residências que continuam ocupadas, conscientizando os moradores sobre a necessidade de medicina veterinária preventiva e orientação nutricional.

A fazenda da Ufal conta com estrutura apropriada para a acomodação de grandes animais, além de espaço para atendimento de cães e gatos, próximo ao Hospital Universitário Veterinário. A interação entre os animais, o tratamento de saúde, a reabilitação emocional e as atividades ao ar livre serão realizadas por estagiários e bolsistas, sob orientação dos médicos veterinários.

Os profissionais terão a oportunidade de utilizar o conhecimento adquirido nessa experiência para a elaboração de trabalhos acadêmicos e publicações científicas. Está no plano de trabalho da Ufal o desenvolvimento de parcerias com ONGs, empresas, Instituições de classe e outros órgãos públicos para desenvolvimento de programas de adoção, promoção de saúde única e controle de zoonoses, articulando uma atuação conjunta para apoiar o cuidado com os animais nas áreas desocupadas dos bairros.