ONU e Cruz Vermelha lançam pesquisa sobre voluntariado

Qualquer pessoa pode responder a pesquisa que visa entender o trabalho voluntário na construção de um futuro global
Por Lenilda Luna - jornalista
17/06/2020 13h35 - Atualizado em 17/06/2020 às 15h06
context/imageCaption

A rede de voluntários e voluntárias no Brasil tem sido decisiva nesse momento de isolamento social por conta da pandemia de covid-19, para levar apoio às comunidades mais vulneráveis sócio-economicamente nas periferias das cidades brasileiras e que, com as dificuldades de acesso ao auxílio emergencial e sem condições de trabalhar, estão passando ainda mais dificuldades.

Para entender como funciona essa solidariedade ativa no Brasil e no mundo, o Programa de Voluntários da ONU e a Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho lançaram uma pesquisa. O objetivo é “entender como o trabalho voluntário pode contribuir para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. A pesquisa faz parte de uma série de discussões globais para marcar o 75º aniversário da ONU, “com foco no papel do voluntariado na construção de um futuro global mais promissor”.

Na Ufal, a comunidade universitária também tem se envolvido em várias ações solidárias, como por exemplo a iniciativa do Núcleo de Saúde Pública, da Faculdade de Medicina, que vem desde o mês de abril realizando uma campanha de solidariedade com arrecadação de alimentos e produtos de higiene para atender as quase 30 famílias da Cidade Sorriso, no Benedito Bentes, coordenada pela professora Edna Bezerra.

O Centro de Recuperação e Educação Nutricional (Cren), com o apoio de outras instituições, também está mobilizando a sociedade alagoana para contribuir com a campanha “Ajude-nos a ajudá-los”, que visa à arrecadação de cestas básicas e produtos de higiene e limpeza para 24 comunidades vulneráveis assistidas pela instituição e ameaçadas pelo novo coronavírus. O Cren atua em Maceió há 13 anos e é dirigido pela professora da Faculdade de Nutrição (Fanut) da Ufal, Telma Toledo.

Para falar dessa e de outras experiências, responda a pesquisa no link.