TJ-AL destina R$ 250 mil para HU ampliar atendimento a infectados pela Covid-19

Recursos serão usados para compra de equipamentos para nova unidade instalada no Hospital
Por: Simoneide Araújo - jornalista com Robertta Farias – Dicom TJAL - 07/04/2020 às 13h53 - Atualizado em 07/04/2020 às 15h09
context/imageCaption

Visita do presidente do TJAL, Tutmés Airan, ao Hopsital Universitário no último sábado (fotos Caio Loureiro / Dicom TJAL)

O Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU) da Ufal vai receber do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) R$ 250 mil, que serão usados imediatamente na compra de equipamentos para o novo setor implantado para pacientes infectados pela Covid-19. O anúncio foi feito na segunda-feira (6) pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Tutmés Airan.

Ao todo, Tutmés Airan destinou R$ 1.162.753,62 para compra de equipamentos de saúde que ajudarão no enfrentamento ao novo Coronavírus, contemplando o Estado de Alagoas e o HU. “Parte desse recurso vai para o Hospital Universitário, ligado ao SUS, e que está montando uma ala exclusiva para atendimento a pacientes vitimados pelo Coronavírus”, declarou o presidente.

E completa: “Eu diria que é um pequeno gesto que o TJAL faz com o dinheiro proveniente das chamadas penas pecuniárias, que se soma a outros pequenos e grandes gestos Brasil afora nesse momento de muita força, fé e irmandade por parte da humanidade no combate esse inimigo comum que tanto nos assusta”.

Tutmés visitou as instalações da nova ala do HU e também se reuniu com o superintendente do Hospital,Célio Rodrigues, o reitor Josealdo Tonholo, a vice-reitora Eliane Cavalcanti e membros da Diretoria Geral do Hospital. “Fizemos a solicitação para o presidente Tutmés e fomos contemplados. Agradecemos imensamente à Justiça alagoana porque esse recurso proporcionará melhor atendimento à população”, declarou Rodrigues.

O superintendente do HU destacou que após passada essa pandemia do Coronavírus, as instalações vão continuar servindo à população alagoana. “Estamos recebendo ajuda da Justiça do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho e da Justiça estadual e estamos muito agradecidos por isso. Mesmo depois dessa situação de pandemia, essa nova estrutura criada ficará no nosso Hospital, com atendimento cem por cento SUS, para atender à população carente da melhor forma possível, como nossos pacientes merecem ser atendidos”, completou. 

A medida anunciada pelo presidente do TJAL garante o cumprimento da Recomendação nº 62/2020 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que recomendou aos Tribunais e magistrados a adoção de medidas preventivas à propagação da infecção pelo novo coronavírus. No Ato Normativo Conjunto do TJAL e da Corregedoria Geral de Justiça de Alagoas nº 04/2020 foi estabelecido que as unidades judiciárias deveriam encaminhar, em até 15 dias, os recursos das penas pecuniárias que não estavam sendo utilizados.