Governo do Estado cria seção de checagem de fatos para combater fake news

Diariamente, a Agência Alagoas vai analisar e divulgar a veracidade dos conteúdos suspeitos sobre o coronavírus no Estado
Por Agência Alagoas
25/03/2020 14h51

Os registros de casos do novo coronavírus confirmados em Alagoas e o avanço da doença em todo o país geraram uma enxurrada de notícias falsas, que se espalham pelas redes sociais e, principalmente, pelo whatsapp. Vídeos, fotos, áudios e até mesmo notícias de sites com conteúdo inverídico têm causado muita insegurança na população e gerado dúvidas entre formadores de opinião e a própria imprensa.

Para combater a proliferação dessas fake news, a Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) vai disponibilizar, a partir desta quarta-feira (25), no site da Agência Alagoas, um serviço de checagem de fatos. Serão analisados e divulgados o conteúdo de vídeos, áudios e postagens diariamente.

“A Secom, por determinação do Governador Renan Filho, está criando uma editoria específica para combater as fake news. A notícia mentirosa é um vírus a mais que passou a circular de forma muito danosa, procurando causar pânico e criar mais problemas para o sistema de saúde e para a população. Vamos combater esse vírus esclarecendo e desmentindo cada inverdade divulgada”, explica o secretário de Comunicação, Enio Lins.

A Agência Alagoas é o portal de notícias do Governo do Estado, onde o cidadão pode encontrar informações oficiais de todas as secretarias e órgãos da administração pública.

Esta semana, pelas redes sociais, o governador Renan Filho apelou à população para que não compartilhe fake news ou conteúdos suspeitos, em meio à pandemia do novo coronavírus. E ressaltou a importância das pessoas buscarem sempre os canais oficiais para obter informações.

“Colabore, não compartilhe fake news. Todos os dias, a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado vai fazer um apanhado de vídeos, áudios e postagens para dizer a você se aquilo é fake ou é fato”, disse Renan Filho.

O cidadão poderá enviar o material a ser averiguado no (WhatsApp) do número (82) 98161-5890.