Bate-papo, cafezinho e livros juntos no projeto Sextou na Edufal

Evento será realizado toda primeira sexta-feira do mês
Por: Thâmara Gonzaga – jornalista - 17/02/2020 às 16h18 - Atualizado em 17/02/2020 às 16h21
context/imageCaption

Os autores Fábio Guedes e Douglas Apratto, o reitor Josealdo Tonholo, o diretor da Edufal, Elder Patrick, e a vice-reitora Eliane Cavalcanti na primeira edição do Sextou (Fotos Thiago Prado)

Conversa boa sobre livros, contato com autores e um café quentinho. Assim foi a primeira edição do projeto Sextou na Edufal com o lançamento das obras dos professores Fábio Guedes e Douglas Apratto. Realizado na sexta-feira (14), o evento contou com presença da comunidade universitária da Ufal e de amantes da leitura de outras instituições. O reitor Josealdo Tonholo e a vice Eliane Cavalcanti também estiveram presentes.

Felippe Rocha, assessor econômico da Fecomércio (Federação do Comércio do Estado de Alagoas), participou e falou sobre a importância de prestigiar os dois autores alagoanos, referências em suas áreas de atuação. “Lê-los é muito importante. Fábio debate sobre as questões do desenvolvimento no Brasil, considerando aspectos locais, regionais e internacionais também. Já o Douglas é para quem quer entender como as instituições econômicas e sociais mudaram ao longo do tempo em Alagoas”, disse.

Criado para colocar em evidência a produção literária local, a primeira edição do encontro foi comemorada pelo diretor da Edufal, Elder Patrick. “Abrimos com chave de ouro. É um prazer, uma honra muito grande abrir um projeto que a gente concebeu, que é uma ideia do professor Tonholo”, destacou. Ele ainda reforçou que o “projeto se propõe a fazer a arte do encontro, a troca de afeto, de histórias e a valorização da cultura alagoana”.

O Sextou na Edufal vai ser realizado toda primeira sexta-feira do mês. De acordo com o diretor, só haverá interrupção no período de férias ou recesso acadêmico. “Vamos fazer isso durante todo ano de 2020. Sempre às sextas-feiras, nesse horário a partir das 16h, o pessoal pode comparecer para participar de uma conversa agradável, provar um cafezinho e experimentar algumas guloseimas”, convidou. Para conferir a programação, é só acompanhar o site e as redes sociais da Ufal e da Edufal.

Autores aprovam iniciativa da Edufal

Convidado para participar da primeira edição do evento, o professor e presidente da Fapeal, Fábio Guedes, lançou a obra Veredas do Tempo: ensaios analíticos de economia e administração política, da editora Hucitec. Para ele, o evento valoriza o que é produzido na Universidade, uma vez que a razão de ser da instituição é fazer pesquisa, ensino e extensão. “O lançamento de um livro é resultado, muitas vezes, dessas três atividades. É síntese de anos de experiência ou resultado de algum projeto específico. É um momento muito singular”, disse.

Ainda de acordo com o autor, “a Edufal está cumprindo seu papel, sua finalidade, que é expor não somente os livros para comercialização, mas ser também um ambiente de debate acadêmico e de cultura”.

A Metamorfose das Oligarquias, da Imprensa Oficial do Estado de Alagoas, de autoria do professor, historiador e vice-reitor do Cesmac, Douglas Apratto, foi a outra obra lançada. Ele elogiou a realização e considerou uma “importante medida” de valorização da cultura. “Acho muito importante esse olhar estratégico do reitor, um homem da ciência, do empreendedorismo, da inovação, da tecnologia e que sabe da importância da cultura”, disse.

Ele ainda ressaltou que “a nova gestão começa com o pé direito” com o Sextou. “Vejo como uma ideia feliz, de conversar com os autores alagoanos, com as pessoas que produzem saber em Alagoas. Numa sexta-feira, a casa cheia, com pessoas querendo falar sobre cultura, conhecimento. É um momento muito feliz”, disse Apratto.