Inauguração da Ufal em Santana do Ipanema reúne comunidade universitária

A solenidade foi presidida pela reitora Valéria Correia
Por: Lenilda Luna - jornalista - 16/01/2020 às 17h56 - Atualizado em 17/01/2020 às 09h47
context/imageCaption

Foto: José Malta Fontes Neto

A inauguração do prédio da Unidade de Santana de Ipanema, na última terça-feira (15), foi celebrada com muita alegria pela comunidade universitária. Ligada ao Campus do Sertão, que foi inaugurado em 2010, a Unidade estava alojada de forma provisória, aguardando a finalização da obra. 

Agora, os estudantes, professores e técnicos de Santana do Ipanema terão um ambiente mais adequado e amplo para realizar suas atividades. São dois blocos com área construída de aproximadamente 3 mil m². “Nossa equipe esforçou-se para entregar essa obra em condições de uso, com internet de qualidade e instalações elétricas. Falta só o mobiliário que já está chegando”, destacou a reitora Valéria Correia. 

Os estudantes participaram da solenidade e destacaram o quanto esperaram por esse momento. “Para os jovens do sertão alagoano, contar com a Ufal nesta região é muito importante. Esse prédio próprio é uma reivindicação importante dos estudantes, com uma greve estudantil em 2014. Ficamos muito felizes de chegar a esse momento de celebrar uma conquista. Eu agradeço àqueles que vieram antes de nós, que lutaram para que hoje um novo capítulo esteja sendo iniciado na vida das pessoas que aqui residem”, destacou Quézia Noemi, coordenadora-geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE). 

O deputado federal Paulão (PT) e autoridades locais participaram da solenidade. Também estavam presentes o vice-reitor, José Vieira; o superintendente de Infraestrutura, Diogo Henrique; o pró-reitor de Gestão Institucional, Flávio Domingos; a pró-reitora de Graduação, Sandra Paz; o diretor geral do Campus do Sertão, Agnaldo José dos Santos; o diretor acadêmico, Thiago Trindade Matias, além de professores, técnicos e estudantes da Unidade. 

A reitora Valéria Correia ressaltou o empenho da equipe de gestão em atender às reivindicações da comunidade universitária e em fortalecer a Ufal no interior. “Não só com prédios construídos, mas também com mais assistência estudantil, acesso ao Programa de Línguas Estrangeiras no Interior (Plai). Nós interiorizamos as ações de Ensino, Pesquisa e Extensão e encerramos nossa gestão com a Ufal mais forte nos campi fora de sede”, conclui.