Ufal conta com novo grupo de pesquisa vinculado ao ICBS

O objetivo é desenvolver estratégias para cuidados farmacêuticos em doenças crônicas
Por: Janyelle Vieira - estagiária de Jornalismo - 06/09/2019 às 07h45 - Atualizado em 05/09/2019 às 09h55

Estudantes e professores da Universidade Federal de Alagoas formaram um grupo de pesquisa que tem como objetivo a elaboração e desenvolvimento de estratégias para implantação de cuidados farmacêuticos a pacientes portadores de doenças crônicas transmissíveis e não transmissíveis. 

Vinculado ao Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), o Grupo de Pesquisa em Farmacoterapia das Doenças Crônicas (Gfadoc) é liderado pela professora Eliane Aparecida Campesatto e conta com a presença de dois mestrandos em Ciências Farmacêuticas da Ufal, uma farmacêutica da atenção básica do município de Maceió, oito alunos de graduação e três pesquisadoras de outras três universidades públicas. 

Apesar de recente, o grupo já conta com resultados positivos de intervenções relativas à pacientes diabéticos e avistam um impacto significativo do acompanhamento farmacoterapêutico nas demais doenças crônicas. 

Para acompanhar, acesse aqui.