Simpósio de Comunicação debate educação, trabalho e cárcere

Evento organizado pelo grupo Visibilidades e Comunicação acontece de 9 a 11 de outubro
Por: Janyelle Vieira - estagiária de Jornalismo - 16/09/2019 às 07h30 - Atualizado em 27/09/2019 às 09h48

Para debater as nuances que permeiam o trabalho, a educação e a feminilidade no ambiente de cárcere, o Grupo Visibilidades e Comunicação do bloco de Comunicação Social (COS) organiza o 1ºVisibilidades e Comunicação: Educação, Trabalho e Cárcere. O evento será realizado de 9 a 11 de outubro no auditório e hall do Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Arte (Ichca).

A primeira edição do simpósio trará como tema as atividades de estudos antropológicos e comunicacionais da Fábrica de Esperança, projeto de extensão do curso de Relações Públicas que visa a ressocialização de reeducandos do sistema carcerário, vinculado ao Núcleo de Ressocialização de Alagoas, do complexo prisional próximo à Universidade.

Segundo a organização, serão debatidas as ações de comunicação mantidas pela Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) para promover as atividades da Fábrica de Esperança e discutir as ações e resultados do projeto.

A programação do evento contará com conferência, mesas de discussão, oficinas e uma exposição de fotografias e artesanato, no hall da Biblioteca Central, a partir do próximo dia 7, e no encerramento da programação estão previstas intervenções artísticas no formato de Sarau.

A atividade é direcionada a estudantes, professores e pesquisadores que tenham interesse na temática do cárcere, na antropologia, na comunicação, na educação e nas ações de extensão da universidade. As inscrições serão realizadas até o dia do evento pela plataforma Doity neste link. Mais informações sobre a programação também podem ser encontradas no link.