Reitora Valéria Correia debate orçamento da Ufal com ministro da Educação

O senador Rodrigo Cunha e o deputado federal Marx Beltrão acompanharam a audiência
Por: Lenilda Luna - jornalista - 18/09/2019 às 13h03 - Atualizado em 19/09/2019 às 09h46
context/imageCaption

Reunião de gestores da Ufal no MEC. Foto: Gabriel Jabur

A reitora Valéria Correia, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), cumpriu agenda em Brasília, na última terça-feira (17). A reitora estava acompanhada do chefe de gabinete, Aruã Lima, do pró-reitor de Gestão Institucional, Flávio Domingos, e da coordenadora de Programação Orçamentária, Luísa Oliveira. A equipe foi recebida em audiência pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, para tratar da questão do bloqueio orçamentário da Ufal. 

O senador Rodrigo Cunha, o deputado federal Marx Beltrão, líder da bancada alagoana, e o deputado João Henrique Holanda Caldas acompanharam a reunião, além de assessores do Ministério da Educação (MEC). A reitora fez uma exposição da situação financeira da Universidade e destacou a necessidade de manter o funcionamento da instituição. “A Ufal presta relevantes serviços à sociedade alagoana. Não podemos ter descontinuidade desses projetos e das ações acadêmicas, de pesquisa e de extensão”, ressalta a reitora. 

O ministro sinalizou com a possibilidade de descontingenciamento de parte dos recursos orçamentários bloqueados, até o dia 22 de setembro, caso não haja nenhuma intercorrência. A porcentagem vai depender, segundo o ministro, do valor que for descontingenciado do orçamento do MEC. “Saímos da reunião com a expectativa de que essa questão orçamentária seja solucionada. Ratificamos que o desbloqueio total do que foi planejado para ser executado esse ano é a única forma de garantir o pleno funcionamento de todas as atividades”, reforça Valéria Correia.

Abraham Weintraub apresentou, ainda, o projeto do Future-se e defendeu a adesão da Universidade. Ele ponderou que a gestão da Ufal tem apresentado bons índices de eficiência e destacou as conquistas da nota do recredenciamento institucional e da presença no ranking internacional. “Agradecemos ao ministro pelo reconhecimento dos esforços e garantimos que estamos debatendo o projeto Future-se com profundidade e a decisão será tomada de forma soberana pela comunidade universitária”, relatou a reitora. 

Projeto do Campus Penedo 

Ainda durante a reunião, com a participação dos parlamentares, foi tratado o Termo de Execução Descentralizada (TED) para a construção do Campus Penedo, que já está com o processo licitatório pronto, aguardando a liberação de recursos. “O deputado Marx Beltrão intercedeu no sentido de liberar os recursos previstos para esse ano. O ministro disse que a prioridade de recursos a partir de agora é para as creches. No entanto, demonstrou boa vontade para solucionar impasses para viabilizar o início da obra. Vamos formar uma comissão para acompanhar esse projeto, com o apoio dos parlamentares, para manter essa interlocução com o MEC”, relatou o chefe de gabinete, Aruã Lima.