Processo de apuração dos votos para reitor segue durante todo o dia

Apuração acontece no Centro de Interesse Comunitário (CIC)
Por: Janyelle Vieira - estudante de Jornalismo - 09/08/2019 às 15h28 - Atualizado em 09/08/2019 às 17h02
context/imageCaption

Comissão eleitoral

Acontece hoje (9), durante todo o dia, a apuração dos votos da consulta à comunidade universitária sobre composição de chapas para os cargos de reitor e vice da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Após a votação ser encerrada às 21h de ontem (8), a comissão eleitoral acompanhou a lacração e o transporte pelos mesários de todas as urnas do Campus A. C. Simões, Hospital Universitário, Centro de Ciências Agrárias (Ceca) e Escola Técnica de Arte (ETA) para o Centro de Interesse Comunitário (CIC) no Campus.

No momento, os mesários responsáveis e a Comissão Eleitoral assinaram o documento de mesa receptora acompanhados dos delegados das respectivas chapas que vistoriaram o local e analisaram possibilidades de fraude ou arrombamento de porta. O auditório foi fechado e isolado pela Comissão Eleitoral.

A previsão para a saída das urnas do Campus Arapiraca e Delmiro Gouveia e Unidade Educacional de Penedo era às 12h, saindo de Arapiraca e passando por Penedo em direção ao Campus A.C Simões. As demais urnas do interior chegaram ao local hoje pela manhã. É estimado que a apuração dure até o começo da noite.

Acompanhe online a contagem dos votos clicando aqui.

A Comissão Coordenadora da Consulta Eleitoral regulamentou através de edital (nº05/2019) as normas para o processo de apuração. A junta apuradora é composta por cinco mesas cada uma contendo quatro membros. Cada mesa é composta por um presidente, um secretário e dois escrutinadores indicados pelas respectivas chapas. Em cada mesa, há um membro representante de cada chapa. As funções de presidente e secretário foram sorteadas na presença de todos os membros e estas funções devem ser alternadas por chapas diferentes. Além desses, cada chapa pode indicar um fiscal por mesa para análise do processo.

Nós fizemos uma eleição abrangendo o estado inteiro e estamos agora contabilizando os votos. Nossa expectativa é muito positiva no sentido de que a comunidade vai dizer qual é a liderança que ela escolhe para ser gestor acadêmico e administrativo da Universidade, essa é uma prerrogativa da qual a comunidade universitária não abre mão, nós, desde 1985 realizamos a consulta e não abrimos mão disso. Vamos defender a autonomia universitária e a gestão democrática. Provavelmente, no final do dia, estaremos bem próximos do resultado.” conta Sandra Lira, presidente da Comissão Eleitoral.