Reunião apresenta demandas do HU ao presidente da Ebserh

Em seguida, foi inaugurado o Centro de Estudos do HU para atender demandas de ensino e pesquisa realizados no ambiente hospitalar
Por: Taciana Gacelin - jornalista colaboradora e Klebson Candido - estagiário de Relações Públicas - 31/05/2019 às 10h31 - Atualizado em 31/05/2019 às 10h31
context/imageCaption

Ufal e HU apresentam demandas do Hospital ao presidente da Ebserh

Na última quarta-feira (29), a governança do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa) se reuniu com a Gestão da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para apresentação de demandas e avanços na administração do  Hospital. Ainda durante a manhã, foi inaugurado o Centro de Estudos do HU, que atenderá estudantes e pesquisadores que atuam nas áreas de ensino, pesquisa e extensão.

A reitora Valéria Correia falou sobre as articulações realizadas, inclusive, com a Bancada Parlamentar de Alagoas e com a Secretaria Municipal de Saúde de Maceió, que mantém contrato de prestação de serviços com o HU, visando preservar e ampliar os serviços oferecidos  à população alagoana. “Temos a compreensão da necessidade de atender às demandas da população, dos estudantes e temos uma boa articulação com a Secretaria de Saúde de Maceió, com o objetivo de fortalecer a rede pública de saúde”, destacou.

Para o presidente da Ebserh, Osvaldo Ferreira, a estatal tem crescido desde 2013 e aprimorado os processos internos, que favorecem o atendimento dos usuários. “A empresa [Ebserh] cresceu em abrangência no país nos últimos anos e chegamos num momento em que precisamos de um crescimento na qualidade dos serviços”, frisou. 

A reunião contou ainda com a presença da governança do HU, que é composta pelas gerências de Atenção à Saúde, de Ensino e Pesquisa e Administrativa, do vice-reitor da Ufal, José Vieira da Cruz, além dos pró-reitores de Graduação e Pós-graduação, Sandra Paz e Alejandro Frery.

Regina Maria dos Santos, superintendente do HU, apresentou o crescimento das ações institucionais voltadas à promoção do conhecimento focada no ensino e na pesquisa. Ela também destacou a importância da Gerência de Ensino e Pesquisa nos avanços conquistados. “Conseguimos criar uma instância de aproximação que congrega as unidades acadêmicas dos cursos de saúde da Ufal e entendemos a intersetorialidade do ambiente hospitalar. O SUS é ordenador na formação de profissionais da saúde e a importância do aparato necessário para o ensino, pesquisa e extensão é incontável”, avaliou.

A secretária adjunta de Saúde do município, Nadja Tenório, pontuou que Maceió será a primeira cidade do país com todos os serviços de saúde elencados em contrato, permitindo que os de média e alta complexidade sejam oferecidos ao cidadão. “Estamos contratualizando todos os serviços oferecidos pelo hospital, que é financiado unicamente pelo SUS. Sabemos do subfinanciamento do SUS, que é uma realidade visível e os impactos desse processo no atendimento”, disse.

De acordo com o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Fábio Guedes, a entrega do equipamento representa um avanço do Hupaa para a ampliação das pesquisas nas áreas da saúde. “Qualquer grande hospital tem um centro de estudos e isso significa um passo importante para unir ciência com atenção à saúde”, salientou.

Entrega do Centro de Estudos

Ainda nesta quarta-feira (29), o Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa) inaugurou o Centro de Estudos, equipamento que irá beneficiar cerca de 480 estagiários, 167 residentes de diversas áreas do conhecimento, além dos profissionais do Hospital e da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O Centro de Estudos tem capacidade para receber 450 pessoas por dia.

O equipamento possui cinco salas de aulas multimídia, climatizadas, com capacidade para 40 pessoas; uma sala de reunião; uma sala de estudantes; sala de docentes; secretaria; armários para guardar equipamentos; televisores e lousas de vidro.

Para a gerente de ensino e pesquisa do HU, Sandra Mary Vasconcelos, a utilização do novo espaço será ampliado, a partir da criação do Comitê de Ética do HU, que está em andamento, além de local de realização de cursos de capacitação para a comunidade hospitalar. “A estrutura que temos nesse novo espaço nos permite avançar nas ações de pesquisa, nas nossas atividades de ensino, oportunizando, ainda, um espaço para realização de capacitações voltadas aos profissionais do Hospital”, comentou.   

Já Valéria Correia, reitora da Ufal, compreende o espaço inaugurado como a oportunidade de alinhar os estudos e pesquisas desenvolvidos na Universidade e no HU com a assistência aos usuários do Hospital. “Colocar uma estrutura como a do Centro de Estudos do HU demonstra o cerne e a razão de ser de um Hospital Universitário, que são o ensino, a pesquisa e a assistência, decorrente dessas áreas fundamentais”, destacou Valéria Correia.