Reforma no NDI garante mais qualidade para alimentação das crianças

Unidade passa a funcionar nos padrões da Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Por: Pedro Ivon – estagiário de Jornalismo - 20/05/2019 às 17h05 - Atualizado em 20/05/2019 às 17h50
context/imageCaption

Após reforma, também será possível desenvolver propostas na área de educação alimentar. Foto: Renner Boldrino

O Núcleo de Desenvolvimento Estudantil (NDI) da Ufal passou por uma reforma entre os meses de janeiro e abril deste ano. Funcionando no local da antiga Biblioteca da Universidade, a obra ajudou a melhorar a infraestrutura da cozinha do prédio, que agora funciona nos padrões recomendados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), possibilitando a produção de alimentos com ainda mais qualidade para as crianças.

“A reforma da cozinha era um pleito antigo do NDI, pois era totalmente inadequada às normas como também às condições de trabalho. Nesse sentido, conseguimos, em março de 2018, sensibilizar o vice-reitor numa visita ao NDI, que pode constatar pessoalmente as condições insalubres de altíssimas temperaturas no espaço de produção de alimentos”, disse a diretora do NDI, Idnelma Rocha.

Enquanto a reforma ocorria, as refeições passaram a ser produzidas no espaço do Restaurante Universitário (RU). Segundo a nutricionista Fernanda Leite, “sempre trabalhamos numa Unidade de Alimentação e Nutrição que produzia alimentos com qualidade, porém com a estrutura bastante prejudicada”. Com três refeições diárias, as crianças integrantes do NDI não tiveram somente melhorias de qualidade na alimentação, mas também ganharam na parte pedagógica, visto que agora é possível desenvolver propostas na área de educação alimentar.

Com projeto de reforma e execução sob responsabilidade do Setor de Arquitetura da Superintendência de Infraestrutura (Sinfra), foram alterados o piso, as bancadas e os revestimentos de paredes. Novas pias de recepção, bancadas, coifas e despensa de alimentos foram instaladas. Também foram modificados o pré-preparo e preparo de alimentos, separação de copa limpa e suja, além de uma adequação do fluxograma de produção para uma melhor execução de rotina e produção de alimentos.