HU realiza atendimento gratuito para prevenir câncer de pele

Ação é realizada em comemoração ao Dezembro Laranja
Por: Taciana Gacelin - jornalista colaboradora - 04/12/2019 às 07h00 - Atualizado em 03/12/2019 às 17h50

Em comemoração ao Dezembro Laranja, o Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa) realiza, neste sábado, 7 de dezembro, ação com o objetivo de colaborar na prevenção e diagnóstico do câncer de pele. O atendimento, que é gratuito e aberto ao público, acontecerá das 9h às 14h, na instituição. As senhas serão entregues a partir das 8h. Pessoas com suspeita de câncer de pele ou que estão expostas a fatores de riscos para o aparecimento da doença podem buscar o serviço. Em caso de suspeita de tumor, o assistido será encaminhado para consulta no próprio HU, no intuito de investigar o caso.

A coordenadora da campanha do câncer de pele, Luiza Fernandes, que também é docente da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), diz que o Dezembro Laranja é importante para a conscientização da população sobre a prevenção do câncer de pele. “A iniciativa é um alerta sobre os sinais de câncer de pele para diagnóstico e tratamento precoces, aumentando as chances de cura na grande maioria dos casos”, pontua. A coordenadora salienta que é possível reduzir o número de casos desse câncer com medidas preventivas simples, como uso de chapéu, óculos escuros e filtros solares.

O câncer de pele é o mais frequente no Brasil, com mais de 180 mil casos diagnosticados por ano, sendo que as mulheres são as mais acometidas pela doença.  Na região Nordeste, o tumor é o segundo mais incidente no país.

Fatores de risco

Pintas que mudam de cor ou coçam, lesões com sangramento fácil podem ser sinais de câncer de pele. Pessoas com histórico familiar, pela clara, sardas e cabelos claros e que se expõem muito ao sol, dentre outros fatores, estão mais propensas ao desenvolvimento dessa doença.  

Dezembro Laranja

O Dezembro Laranja é uma campanha realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), no intuito de combater o câncer de pele. Neste ano, a temática abordada é “Um sinal pode ser um câncer”. ​