Folguedos natalinos encerram ano letivo da Unidade de Educação Infantil

Evento na Ufal teve objetivo de resgatar os folguedos da cultura alagoana e criar experiências
Por Blenda Machado - estagiária de Jornalismo
20/12/2019 11h28 - Atualizado em 23/12/2019 às 08h15
context/imageCaption

Foto: Blenda Machado

A Unidade de Educação Infantil Professora Telma Vitória, antigo Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), promoveu nesta quinta-feira (19), o encerramento do ano letivo 2019 com o tema central Luzes, Sombras e Efeitos: Folguedos Natalinos da Cultura Alagoana. 

De acordo com a coordenação, o evento teve como objetivo desenvolver experiências nos diversos campos, relacionadas ao resgate, à vivência e ao conhecimento da cultura alagoana para as crianças, proporcionando a integração das famílias às propostas vividas por elas na Unidade. 

Em clima de festa, pais e filhos festejaram os folguedos natalinos da cultura alagoana. Vanessa Barbosa, pedagoga, e sua filha Sofia Barbosa, de 5 anos, estavam encantadas com a decoração do presépio e falou sobre a experiência da filha na Unidade. ‘‘Desde que Sofia entrou na creche, conseguiu melhorar a convivência com as outras pessoas e se tornar uma criança independente’’, disse. 

Ela ressaltou que o aprendizado contribui para o desenvolvimento da criança. ‘‘A política não é um ensino tradicional, mas voltado para as brincadeiras e a forma didática é totalmente diferenciada. Eles aprendem e evoluem normalmente. Eu já tenho a experiência com a Maria Luiza que se desenvolveu muito bem’’, destacou, citando a filha mais velha. 

Leydilane Gomes é tia de um dos alunos, Augusto Gabriel, de 5 anos, e conta: ‘‘Antes ele não falava direito, era uma criança tímida. Depois que veio para a Unidade se tornou uma criança mais comunicativa e extrovertida. Como ele é filho único, não tinha crianças para brincar, e na creche ele se diverte com as outras crianças’’. 

Na programação de encerramento teve saudação com a família, certificação das crianças do segundo ano e apresentações artísticas de pastoril, guerreiro e reisado. As famílias foram convidadas a entrar na roda e brincar com as crianças, utilizando vestimentas dos folguedos para vivenciar a experiência da cultura alagoana. 

Sobre os folguedos  

Os folguedos são uma tradição cultural que se apresentam como festas populares de espírito lúdico em datas determinadas, em diversas regiões do Brasil. Algumas têm origem religiosa, tanto católica como de cultos africanos, e outras são folclóricas. Existem vários, mas o escolhido pela Unidade de Educação Infantil Professora Telma Vitória foi o Bumba-meu-boi. 

“O evento é resultado de um projeto realizado todos os anos para encerrar o ano letivo e que tem o intuito de confraternizar. Encerraremos o ano letivo com a releitura das crianças sobre os folguedos alagoanos. Folguedos mais voltados para as comemorações natalinas e típicas da nossa cultura”, esclarece uma das idealizadora do projeto,  a professora Idnelma Lima da Rocha. 

‘‘A proposta está baseada na realização de experiências brincantes em que as crianças interagem entre seus pares e nesse contexto se conhece um pouco da história da nossa cultura. Os folguedos traz essa riqueza e por isso a opção em valorizar’’, ressalta a professora Meiriane Ferreira da Unidade de Educação Infantil Professora Telma Vitória.   

Sobre a Unidade 

A Unidade de Educação Infantil Professora Telma Vitória, antigo o Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) é um espaço educativo destinado a filhos de servidores, de estudantes e de pais que residem nas comunidades circunvizinhas.

A Unidade tem como objetivo proporcionar o desenvolvimento integral da criança considerando os aspectos físico, emocional, cognitivo e social. O local conta com uma equipe multidisciplinar formada por pedagogos, psicólogo, nutricionista, técnico em enfermagem, professores e auxiliares de sala da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e estagiários e bolsistas de diversos cursos da Ufal.

O espaço garante inclusão social, e a professora Idnelma Rocha conta: ‘‘Atendemos crianças de toda comunidade, e também com algumas necessidades especiais. Todas as crianças que chegam aqui têm as mesmas oportunidades e vivenciam as mesmas experiências e saem daqui fortalecidas para enfrentar as demais etapas educacionais das vidas delas’’.

A Unidade atende crianças a partir de dois anos, completados até 31 de março, até cinco anos e 11 meses. Funciona em período integral das 7h30 às 17h.

Para mais informações: 3214-1109