Versão final do Plano de Desenvolvimento Institucional da Ufal está disponível

O documento foi aprovado em sessão extraordinária do Consuni em 25 de julho de 2019
Por Lenilda Luna - jornalista
29/11/2019 16h27 - Atualizado em 29/11/2019 às 17h14

Depois de um processo de muitos debates e colaborações, está disponível a versão final do Plano de Desenvolvimento Institucional da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) para o quinquênio 2019-2023. O documento foi construído em diversas etapas de discussão, que incluíram plenárias, consultas populares online e fóruns temáticos. Todas as etapas foram divulgadas amplamente no site da Ufal e nas redes sociais, para motivar uma ampla participação.

O PDI é um documento de planejamento e gestão institucional fundamentado nas diretrizes, estrutura e princípios políticos da instituição. Como define as metas estratégicas, é fundamental que seja construído de forma coletiva, ouvindo amplamente toda a comunidade universitária e a sociedade onde a Universidade está inserida. Questões como o plano de expansão da instituição, novos cursos que devem ser criados, investimentos científicos e outras questões estratégicas são definidas no plano.

O documento foi aprovado em sessão extraordinária do Conselho Universitário (Consuni), no dia 25 de junho de 2019. A ampla participação dos segmentos que compõem a universidade foram destacados na apresentação do PDI. “Uma universidade cada vez mais forte, democrática, crítica e de qualidade socialmente referenciada. Nesse sentido, a participação da comunidade universitária e extramuros indicou os elementos fundamentais para a definição dos objetivos estratégicos da Ufal para os próximos cinco anos”.

A reitora Valéria Correia agradeceu a participação da comunidade que atendeu ao chamado para contribuir com propostas, reflexões e demandas. “Apesar dos desafios que se colocam para as universidades públicas na atual conjuntura, esse plano é uma das maneiras de a Ufal resistir e reafirmar o seu objetivo e de continuar consolidada como uma instituição pública, gratuita, cada vez mais democrática, socialmente referenciada e de qualidade”, conclui a reitora na mensagem de apresentação do PDI.