Reitora recebe Comitê Memória, Verdade e Justiça de Alagoas

Ações estão sendo programadas para a reparação dos danos causados aos perseguidos pela Ditadura Militar
Por: Lenilda Luna - jornalista - 29/10/2019 às 09h51 - Atualizado em 30/10/2019 às 13h57
context/imageCaption

Reunião foi realizada na última quinta-feira (24)

A reitora Valéria Correia recebeu, na tarde da última quinta-feira (24), integrantes do Comitê Memória, Verdade e Justiça de Alagoas. Os comitês estaduais foram criados para buscar o resgate da história dos perseguidos durante a Ditadura Militar (1964-1985) para avançar na construção de uma sociedade plural, justa, solidária e democrática. 

Os grupos são formados por integrantes da sociedade civil, que acompanharam os trabalhos e levantamentos realizados pela Comissão Nacional da Verdade, instalada oficialmente pelo Governo Federal em 2012. Em Alagoas, o Comitê foi recém criado e participou do 6º Encontro de Comitês e Comissões pela Memória, Verdade e Justiça do Norte e Nordeste, realizado em Salvador (BA), no último mês de setembro. 

Na reunião a reitora Valéria Correia destacou o interesse da Universidade Federal de Alagoas nesse tema. “Somos guardiães da História e da Democracia e temos pesquisadores que abordam este período histórico, com a perspectiva de defender os direitos fundamentais à vida e à liberdade”, disse. 

Estavam presentes os professores da Ufal e integrantes do Comitê, Magno Francisco e Fernando Medeiros; o professor Adriano Nascimento, da Faculdade de Serviço Social; o chefe de Gabinete, Aruã Lima, a assessoria jurídica da Ufal, Fabiana Rechembach, e convidados. Entre os encaminhamentos está a proposição de uma sessão extraordinária do Conselho Universitário para apresentar o relatório da Comissão Estadual da Verdade. Também será realizada uma mesa, durante a 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, no dia 8, às 18h, na escadaria da Associação Comercial, sobre Memória, Verdade e Justiça.

Ouça o podcast com o professor Adriano Nascimento.